5 dicas para construir uma vida com legado

5 dicas para construir uma vida com legado

Quando se vê, já acabou o dia, já acabou o ano. Quando se vê, os filhos cresceram e a idade chegou… E o que será deixado como legado? Qual é a sua marca e como você será lembrado?

Construir uma vida que realmente “valeu” a pena é um grande desafio nos dias de hoje, quando se fala apenas em política, economia, guerras, investimentos, e assim por diante. Muitos estudiosos e famosos falam, pesquisam e estudam muito sobre sucesso e felicidade, e muitos já dizem que a felicidade não tem relação com a parte financeira.

Se a felicidade não tem relação direta com os bens materiais, por qual motivo será que os assuntos das “rodas” são sempre economia, finanças e política? Será que o ser humano quer a felicidade e não sabe como alcançar, ou será que o ser humano não quer a felicidade? Essa é para pensar não é mesmo…

Ou será que a felicidade estaria no equilíbrio de tudo isso? Usar e conquistar o mínimo necessário, desfrutar do que se tem e tratar de outros aspectos como família, amigos, espirito, e assim por diante… Sim, precisamos da matéria para sobreviver… Podemos ter todo dinheiro do mundo, mas ser escravo e refém das finanças é muito pouco para uma vida com legado e felicidade, faz sentido?

Bom, esse não é o ponto central desse texto, que tem a proposição dar algumas dicas de como podemos construir uma vida que realmente valeu a pena, e deixar um legado, uma marca. Sim, é possível!

Grandes mentes, empresários e atletas deixaram suas marcas, seus legados, e são eternos, são vivos até hoje. Veja que dificilmente alguém deixou um legado relacionado com sua fortuna, com seus bens materiais. Mais um indício que felicidade é muito mais…

Cito um exemplo muito recente do meu falecido pai, que não estudou, não fez mestrado nem doutorado, nem primário, e se tornou um empresário altamente reconhecido e respeitado no seu meio. Nunca usou uma roupa de marca, nunca esbanjou com carros de luxo, muito menos restaurantes caríssimos, mesmo tendo condições totais de fazê-lo. Deixou sua marca de trabalho, honestidade e responsabilidade. Era feliz trabalhando, era feliz quando estávamos com a família (esposa, filhos e neta). Era feliz quando se sentava no chão da cozinha para conversar. Que exemplo de homem!

Bom, vamos as dicas:

1) Olhar para o futuro e verificar a congruência das atitudes – visualize sua vida daqui 20 ou 30 anos. O que você gostaria de ter? Que pessoas estarão do seu lado? O que você fez em todos esses anos? Valeu a pena? Qual legado você deixou? Se verificar que tem algo de errado, que bom! Ainda dá tempo de corrigir suas atitudes, hoje, para construir um legado. O importante é fazer esse exercício hoje, e não no final da vida. Talvez no final da vida não dê mais tempo de ajustar a bússola. Agora é a hora!

2) Definir o mínimo e necessário, e ao conquistar, desfrutar – é como uma bola de neve: quanto mais a pessoa tem, mais ela quer ter. E quanto mais ela quer ter, mais ela precisa trabalhar para pagar. E quanto mais ela tem que pagar, mais refém ela fica do dinheiro. Quanto mais refém, mais problemas aparecem (doenças, relacionamentos, e assim por diante). Saia desse ciclo vicioso, imposto pela sociedade, e que não leva para lugar algum. É preciso CORAGEM para se posicionar e definir quem você é e ao que veio.

3) Ter amigos – essa marcou a minha vida. Nos últimos anos, o significado da amizade tomou uma proporção muito maior na minha vida. Amizade não é circunstancial, amizade não é o colega de trabalho ou o vizinho. Amizade é algo nobre, que não se desfaz por coisas “pequenas”. Amizade é na dor e na alegria, no trabalho e no lazer. Amizade e poder ligar a qualquer hora e ter um ombro para chorar, ou uma bronca quando necessário. Tenha amigos congruentes com seus objetivos.

4) Fazer algo diferente hoje – a rotina e a loucura do dia a dia faz com que o ser humano viva como um robô. Sim, um robô. Pare e pense: o cidadão acorda, toma café, vai para o trabalho, trabalha o dia inteiro, volta para casa, come alguma coisa, faz alguma atividade (academia, futebol, happy hour, brinca com os filhos, leva a mulher no restaurante), volta para casa, dorme, no final de semana tem lá uma programação, e pronto. Isso se repete por 70 a 80 anos. Será que isso é uma vida que vale a pena? Questione-se e se identificar que falta algo, se proponha a mudar. Construa novos hábitos, tenha alguma atitude ou posicionamento diferente. Saia do modo robô”.

5) Olhar para dentro de si – sem autoconhecimento nada acontece. Reconhecer virtudes e pontos de melhoria é o primeiro passo. Analise o quanto os fatores externos incomodam. Um incidente no trânsito, alguém que falta com respeito, um cliente que extrapola, a esposa ou marido que está num dia ruim. Olha, não tem outro caminho: reconhecer que os pontos a serem resolvidos estão dentro de cada um, que a responsabilidade é de cada um, e mais, que o merecimento também é de cada um, é o único caminho para a construção de um mundo bem melhor, e de uma vida que vale a pena, com um legado maravilhoso. Conheça-te!

E não é só isso, tem muito mais a ser feito para se construir uma vida que vale a pena, e deixar um legado. Acredito que esse é um bom começo, e é um pouco disso que fazemos com nossos clientes através do Coaching e dos Treinamentos e Palestras. Levar uma visão diferenciada da vida, e cultivar a esperança de que para todo problema existem pelo menos 7 soluções que você ou sua empresa provavelmente não está enxergando.

“Para enxergar uma cidade inteira, você deverá olhar de cima, provavelmente do céu. Só assim poderá ter uma visão ampliada, sem vícios e sem dogmas”. Fabiano Santana.

Um forte abraço, e entre em contato para tomarmos um café. E não se esqueça! Faça sua vida valer a pena!

 


Fonte: Artigos Administradores / 5 dicas para construir uma vida com legado

Os comentários estão fechados.