6 passos para gerenciar a reputação online de sua pousada ou hotel

6 passos para gerenciar a reputação online de sua pousada ou hotel

Gerenciar os comentários no Google, Foursquare, TripAdvisor é apenas um passo para manter uma boa e-reputação. Veja as dicas

No setor de viagens, muitas empresas compreenderam a necessidade de monitorar e responder aos comentários no TripAdvisor, mas só 32% gerenciam sua página de forma ativa, respondendo comentários ou enviando fotos e detalhes relevantes sobre o local ou evento. 
 
Mas o que poucos sabem é que, gerenciar os comentários no Google, Foursquare, TripAdvisor é apenas um passo para manter uma boa e-reputação. Aqui estão seis passos para ajudar seu hotel ou pousada a ter uma boa e-reputação.
 

1 – O que andam dizendo sobre seu hotel ou pousada

 
Existem diversas ferramentas gratuitas que permite que você saiba o que as pessoas estão falando sobre a sua marca nas redes sociais, fóruns ou blogs. Um muito legal é o Menção Social que, além de mostrar o que dizem sobre sua marca, também fornece informações sobre o sentimento, ou seja, positivo, negativo ou neutro. Também podemos ver as palavras-chave utilizadas, os usuários que mencionam a marca, em que plataforma e assim por diante.
 
Outras ferramentas gratuitas valem o seu tempo são os serviços do Google, como Google News e Alerta do Google. Também existe os painéis de mídias sociais como o HootsuiteSproutSocialSocialBro ou TweetDeck, esses são muitos uteis para monitorar o que dizem sobre a marca.
 

2- Invista em Palavras-chaves e SEO

 
Se a primeira parte foi feita com diligência, você já sabe quais as palavras-chaves os clientes usam para encontrar a sua marca e seus concorrentes. Uma boa estratégia de marketing de conteúdo é saber os gatilhos certos que estão na mente de seu público-alvo, para que você possa realizar suas vontades e desejos com a informação certa. Tendo essas palavras-chaves e informações alinhadas com o seu produto ou serviço, é seu dever garantir que o conteúdo seja formulado com isso em mente em todos os canais de comunicação, tanto off-line e on-line, também seu site, newslletters, blog, redes sociais…
 
Você pode ter esse tipo de informação,bem como de seus concorrentes para compreender melhor quais palavras-chaves estão gerando mais tráfego na web e em quais palavras-chaves você pode querer investir em campanhas no AdWords. O melhor lugar para começar é olhar seus próprios resultados, sites como Google Analytics ou SEM Rush podem contribuir muito para isso. 
 
Ficar afiado nessas ferramentas garante que você saiba exatamente quem, quando e o que está sendo pesquisado em relação a sua propriedade ou destino. Isso também é um fator importante na gestão de reputação online.
 

3- Identificar e se envolver com os influenciadores

 
Isso pode acontecer por meio de uma conversa no Twitter ou talvez até mesmo no Facebook. Mas os dois melhores lugares são via grupos no LinkedInd e comunidades no Google+. Fique atento à pessoas que compartilham perguntas, respostas, comentários e opiniões em grupos e comunidades. Isso representa uma boa oportunidade para conhecer pessoas que podem, mais tarde, transformar-se em amigos, clientes e defensores da marca.
 

4- Estratégia de monitoramento continuo 

 
Aqui você precisa basicamente continuar a fazer o que foi feito na primeira etapa. Para ser mais estratégico na suia abordagem, você pode querer considerar ferramentas mais sofisticadas que monitoram não apenas conversas on-line, mas também o sentimento de maneiras muito mais detalhadas do que as ferramentas livre podem fazer. 
 
Isso pode ajudar a identificar mudança no sentimento popular no sentimento sobre sua marca, o que lhe permite ser pró-ativo com a situação na mão em vez de reagir quando for tarde demais para isso.
 
Ter um planejamento estratégico também significa identificar quais plataformas são essenciais para a sua gestão de reputação da marca. Enquanto o Facebook é o rei das mídias sociais agora, pode não ser o lugar onde a maioria dos seus clientes estão ou onde eles escolhem para se envolver com você. No caso de um hotel ou pousada, você vai querer monitorar e responder os comentários feitos no TripAdvisor, Booking ou Google.

 

5- Ter envolvimento com colaboradores e entusiastas da marca

 
Ter uma comunidade crescente online, seja no Facebook, Twitter ou LinkedIn é bom em muitas coisas: Pode ajudar a promover nocas ideias para o desenvolvimento de produtos e serviços, ajudar com a promoção cruzada, retenção e fidelização. Mas que incentivam os funcionarios a se envolver em mídias sociais, podem se beneficiar de ter um maior alcance e de ter uma voz mais diversificada que ajuda a “humanizar” a marca e ter conversas mais autênticas.
 
Ter evangelistas da marca pode se tornar uma vantagem distinta quando surge uma crise, uma vez que eles podem e vão defender a seu favor. Você acaba tendo um exército de colaboradores sociais que reafirmam os fatos, caso uma situação exija, em várias plataformas, onde a sua equipe de marketing e comunicação por si só poderiam ter um pouco mais de trabalho para chegar.
 

6- Espere o inesperado

 
Não menos importante: esteja preparado! Mesmo sendo difícil esperar o inesperado, você pode pelo menos se prepara para uma situação de crise. Se no seu local tem uma piscina, o que acontece se alguém se ferir gravemente com muitas pessoas no local? Essas situações hipotéticas devem está preparadas em sua pousada ou hotel. Principalmente num mundo onde em questão de segundos já se tem a noticia no Facebook, com fotos em tempo real no Instagram. Como você ia lidar com isso?
 
Estas questões podem e devem ser identificadas antes de ocorrer uma situação, de modo que quando o inesperado acontece, você vai saber o que fazer.
 
Espero que tenha te ajudado e você tenha gostado!

 


Fonte: Artigos Administradores / 6 passos para gerenciar a reputação online de sua pousada ou hotel

Os comentários estão fechados.