A confiança inteligente

A confiança inteligente

“Quando você desenvolve relacionamentos, você desenvolve a confiança… e quando você tem confiança, algo pode acontecer”, Wayne Yee.

Quando ganhei o livro A Confiança Inteligente tentei imaginar o que poderia estar ligado a um tema tão impactante. Foi quando li o livro e fiquei refletindo na mensagem principal que trouxe para mim, sobre a importância da confiança como habilidade para o sucesso nos relacionamentos profissionais e pessoais.

É interessante como o livro apresenta o perfil profissional que transmite confiança e alcança o sucesso, pois são pessoas confiáveis que estão propensas a ocupar lugares de destaque não somente nas empresas, mas também na vida de muitas pessoas.

Em um mundo tão competitivo fica difícil saber com quem podemos contar, não é verdade? Quantas vezes nos decepcionamos com as pessoas, seja no âmbito pessoal ou profissional. Falamos muito de qualificação como diferencial, mas a confiança está ligada ao caráter e fica complicado treinar alguém para ter valores os quais julgamos importantes. A qualificação pode ser aprendida e desenvolvida através de cursos e evolução profissional, mas o caráter está ligado aos valores e traços da personalidade de cada indivíduo.

No livro há um trecho muito interessante: “Quando você desenvolve relacionamentos, você desenvolve a confiança… e quando você tem confiança, algo pode acontecer.” Wayne Yee. O resultado da reciprocidade é fantástico, muitas vezes nos comprometemos devido ao voto de confiança que recebemos das pessoas, o que faz com que aumentemos nosso grau de importância e responsabilidade para nós mesmo.

Mas, quando ocorre uma quebra de confiança, infelizmente o relacionamento profissional ou pessoal se abala, apesar de sermos pessoas propensas a falhar como qualquer ser humano, classificar como uma falha de caráter ou uma falha de dificuldade de realização por situações adversas poderá ser decisivo para o futuro da parceria.

Vejo como muitas pessoas não estão preparadas para receber determinadas responsabilidades, seja por falta de maturidade, de capacidade, ou não se encontram em um momento favorável. Acredito para confiar seja profissionalmente ou pessoalmente não seja uma tarefa fácil, é preciso estar preparado para situações desafiadoras. Ter cuidado com o que fala e com quem fala já é um bom começo e ao delegar responsabilidades e fundamental estar ciente da necessidade de preparação que todos precisam ter e não esperar que as ações dos indivíduos ao redor sejam como as suas.

É interessante analisar o quanto as pessoas julgam de acordo com suas percepções equivocadas, trazem consigo gatilhos mentais que o outro sequer pode imaginar e que acaba sendo muitas vezes alvo de situações constrangedoras.

Mas como aprendi em PNL (Programação Neurolinguistica), precisamos primeiro avaliar em todas as situações os nossos 50%, e que não podemos assumir a responsabilidade de alcançar a perfeição, porque cada um de nós trás um mapa mental de acordo com as experiências vividas, e lidar com as expectativas dos outros pode ser frustrante e desmotivador. Podemos construir laços de parceria com ética, integridade, honestidade e acima de tudo reconhecer que nossas ações muitas vezes definem o nosso caráter e com consequência podem nos tornar pessoas com a verdadeira confiança inteligente!


Fonte: Artigos Administradores / A confiança inteligente

Os comentários estão fechados.