A era dos 'Genius'

A era dos ‘Genius’

A internet tomou conta do cotidiano e apresenta-se como uma necessidade real e intensa das pessoas. Por outro lado, essa real necessidade extinguiu da face da terra os grandes gênios? Antes, o celeiro de gênios mundiais era vasta! E hoje?

Atualmente, vivenciamos o cenário digital, ou para muitos o cenário pós-digital que quebrou várias barreiras e paradigmas do mundo corporativo, econômico e social. Esse cenário vivencia dia após dia a mudança e a criação de novos hábitos, comportamentos, ideias em velocidade exponencial e escala global. A internet tomou conta do cotidiano e apresenta-se como uma necessidade real e intensa das pessoas.

Em tempos passados, todos nós recebíamos influência da TV, outdoor, jornais, novelas, marcas, revistas, amigos etc. Atualmente, continuamos recebendo tais influências, porém com um acréscimo da ‘queridinha’ internet, mais precisamente das redes sociais. A maioria dos habitantes brasileiros não hesitam em colocar tudo que fazem no dia nas redes sociais. Muitos transformam a rede social no seu diário. Informam a hora do banho e do almoço, outros a hora de ir dormir, outros a hora de fazer compras, já outras informam que estão sós em casa e assim vai.

Na escola e na faculdade, os alunos realizam o tradicional Ctrl+c e Ctrl+v da Wikipédia e ‘colam’ em seus trabalhos a ‘grande pesquisa’ que o chato do professor pediu. Na segunda-feira, os alunos alegam que passaram todo o fim de semana estudando e pesquisando (pura mentira). No entanto, quando o professor passa um resumo sobre determinado capítulo do livro que é necessário ser redigido de forma manuscrita, os alunos ‘choram’ e alegam não possuírem ‘capacidades cognitivas’ para realizar tal feito.

Apesar de chato temos que falar, os cidadãos brasileiros comportam-se como verdadeiros analfabetos funcionais. Como citado no livro Adeus Facebook de Jack London, o analfabeto é uma pessoa que não lê e nem escreve porque não consegue, pois lhe faltam instrumentos básicos para essas duas práticas. Outros dados indicam quedas na leitura brasileira, sem falar também, dos trabalhos e projetos que são realizados em empresas e universidades contendo erros, falta de conexão entre as palavras e pobre oratória.

A geração atual é formada também por analfabetos digitais que não conseguem navegar na rede, mas sim, naufragam de forma literal. Muitas vezes passando várias horas do dia em sites proibidos, entretenimento barato, redes sociais, vídeos etc. Por outro lado, não encontramos pesquisas que apresentam estatísticas referentes a ‘conteúdos interessantes’ que os brasileiros navegam.

O surgimento e o crescimento da rede mundial de computadores é algo notável e importante para o mundo. Desfrutá-la da melhor maneira possível é fenomenal. Entretanto, os brasileiros ainda carecem de uma melhor utilização da web, pois a busca de informações que venha agregar valor e conhecimento deveria ser constante.

Na escola lemos a respeito de vários gênios mundiais, e com um leque de variedades, seja: na ciência, na arte, na música, na literatura e outros. Partindo desse ponto de vista eu te pergunto: – por que esta geração está escassa de gênios? A resposta pode ser bem simples, a internet. A resposta não foi minha, foi de um colega enquanto conversávamos. A má utilização da web fez com que várias pessoas a usassem como verdadeiras moletas. A facilidade, o preço baixo, a confortabilidade e a comodidade da web de certa forma contribuiu negativa para o relaxamento e o distanciamentos entre as pessoas.

Antes, o celeiro de gênios mundiais era vasta! E hoje? Estamos na época das vacas magras. Será que a internet extinguiu da face da terra os grandes gênios? Duvido! As pessoas como sempre são responsáveis pelas grandes descobertas e grandes problemas em seu país e no mundo.

O mau uso da web fez do século XXI uma fábrica de gênios, ops, quis dizer: Genius!


Fonte: Artigos Administradores / A era dos ‘Genius’

Os comentários estão fechados.