A importância do fluxo de caixa para as pequenas empresas

A importância do fluxo de caixa para as pequenas empresas

Como a Nota Fiscal Eletrônica pode ajudar sua empresa-media-1

Com a atual fase da economia Brasileira, fica cada vez mais evidente a necessidade de manter o fluxo de caixa da empresa adequado à realidade das empresas. Uma vez que, esta importante ferramenta de controle financeiro fornece informações úteis e precisas para a tomada de decisões.

A falta de organização na parte financeira é um dos fatores que mais prejudicam o crescimento das pequenas e médias empresas. Entretanto, existe uma ferramenta administrativa simples para a solução desse problema: o fluxo de caixa. Ele é o que documenta todas as movimentações financeiras de uma empresa — em outras palavras, pode-se entender que é o registro das entradas e saídas de dinheiro.

A principal característica dessa ferramenta está em disponibilizar para os gestores uma visão panorâmica das finanças da empresa, o que serve de base para um processo decisório mais assertivo.  Depois de montado o fluxo de caixa, é possível extrair relatórios que vão servir de base para a administração da empresa, seja qual for o prisma que se deseje avaliar. Isso quer dizer que através do fluxo de caixa o gestor pode compreender melhor a alocação de recursos, entender quais atividades demandam mais capital, identificar gargalos financeiros e saber quais as fontes de receita mais importantes, dentre outras informações.

Além de todos esses dados, o fluxo de caixa garante ao administrador maior controle das atividades. Nesse enfoque, é possível perceber que o acompanhamento periódico da ferramenta permite a correção de eventuais desvios em tempo adequado.

Por fim, cabe ao administrador saber qual a situação financeira da empresa em cada momento de sua vida. Para isso, deve-se dispor de um fluxo de caixa atualizado, que mostre de forma bem estruturada o real cenário da organização, aspecto de especial importância para a tomada de decisão. É perceptível, portanto, a importância do fluxo de caixa para as finanças corporativas.

 

Os comentários estão fechados.