A magia do dinheiro: aparece e evapora numa velocidade….

A magia do dinheiro: aparece e evapora numa velocidade….

Esse filme é velho: o cidadão está mal nas finanças, devendo na praça, com dificuldades até para pagar as contas básicas do fim do mês. De repente, é chamado pela chefia e ganha um aumento no salário, além de ser promovido

Esse filme é velho, e está surgindo novamente na rotina dos sofridos tupiniquins: o cidadão está mal nas finanças, devendo na praça, com dificuldades até para pagar as contas básicas do fim do mês. De repente, é chamado pela chefia e ganha um aumento no salário, além de ser promovido. Melhor ainda: já tem direito a um período de férias (vencido), e negocia a venda de 20 dos 30 dias a que tem direito, para a empresa (por lei, a empresa só pode comprar no máximo 20 dias do funcionário). No início do mês, ao bater o olho no seu saldo bancário quase desmaia de emoção: nunca tinha visto tanto dinheiro assim na sua conta corrente. É a senha para disparar meia dúzia de dias bem vividos.

Não se dá conta, ou não quer se dar conta, que parte do “monte” de dinheiro é o saldo do cheque especial, agora zerado, pois o banco já descontou o que era devido. Tampouco se dá conta, ou sequer se interessa em pensar a respeito, que há um outro monte, só que de dívidas e contas atrasadas. Paga uma aqui, outra acolá, dá uma caprichada na compra no mercado, devidamente paga com um “checão” para 60 dias – o salário novo pagará tudo – e leva até um presentinho para a sogra, os filhos e a patroa (Afinal, eles merecem!!!). Leva também uma carne para o churrasco de comemoração do novo cargo, além de uma caixinha de cerveja, pois ninguém é de ferro. Ao assinar o cheque, percebe que já tem um “monte” de cheques pré-datados, mas, que diabos, um homem precisa viver, comemorar e ser feliz e o salário novo dará para cobrir esses cheques.

Três meses depois, nosso feliz cidadão, promovido e de salário novo, munido da energia e do dinheiro das férias, está de novo todo endividado, com a cabeça cheia de estratégias mirabolantes para saldar os papagaios.

Se você faz parte dessa história acima, os bancos agradecem. Seja o pior cliente para uma instituição financeira. Não contraia empréstimos, não entre no limite do cheque especial, não pague tarifas bancárias exorbitantes, adquira cartões de crédito sem tarifa anual, compre sem exagero, evite supérfluos. Assim, quem vai agradecer é o seu bolso e a sua família. Aí você deve estar perguntando “Como fazer isso?”, e eu te respondo: Planejando suas finanças pessoais e familiares. Somente com planejamento você consegue sair dessas e de outras armadilhas que o mercado lhe impõe. E assim sendo, terá dinheiro para conquistar teus sonhos, suas manias, seus hobbies, sem contrair dívidas.

PENSE NISSO!!!

$UCE$$O!!!


Fonte: Artigos Administradores / A magia do dinheiro: aparece e evapora numa velocidade….

Os comentários estão fechados.