A Páscoa nossa de cada dia

A Páscoa nossa de cada dia

Façamos da nossa vida uma constante renovação do ser.

Mais uma Páscoa chegando e, com ela, os bons momentos de um domingo em família, ao redor de uma farta mesa e com muitos chocolates de presente. 

 

Contudo (e infelizmente), tal momento não pode ser usufruído por todos, devido a diversos motivos: situação econômico-financeira desfavorável, a perda de um ente querido, ou, simplesmente, porque nem todo mundo tem condições de tirar folga do trabalho neste domingo que se aproxima.

 

Em vista disso, a mensagem que este texto busca transmitir é a do real sentido da Páscoa. Trata-se de uma época de passagem, rumo à renovação espiritual. Logo, a Páscoa se torna um período de reflexão acerca de quem somos, para onde iremos e quais serão os valores que nos guiarão nessa jornada. Em síntese, a Páscoa é época de avaliação e de validação ou revalidação de nossa verdadeira identidade.

 

À luz do exposto, e considerando que a evolução do ser é um processo contínuo e permanente, façamos de nossas vidas uma Páscoa cotidiana, não importando em qual dimensão da vida essa renovação se conjugará como nosso processo evolutivo (se pessoal, familiar, profissional ou social). É tempo de fazer sentido e de valer a pena o sacrifício que um grande homem como Jesus Cristo fez pela humanidade. Afinal de contas, não somos bichos, e sim seres vivos dotados de racionalidade e de capacidade de construir sinergias com seus semelhantes. 

 

Pense nisso e use o conhecimento administrativo em prol do ideal da Páscoa nossa de cada dia.

 

Um forte abraço a todos, sobretudo aos colegas de Auditoria Interna da ANS, e fiquem com Deus!


Fonte: Artigos Administradores / A Páscoa nossa de cada dia

Os comentários estão fechados.