A resiliência da mulher

A resiliência da mulher

A palavra Resiliência numa explicação simples, é uma força interna que nos permite enfrentar situações adversas. Nós nascemos com essa força e, portanto, podemos desenvolve-la. Da mesma forma, acredito que o espirito de Mulher Empreendedora, também vem no pacote do seu DNA, mas pode ser que às vezes essa força esteja apenas adormecida. Diversos fóruns ministram palestras no sentido de desenvolver os projetos de tais empresárias

Nesses encontros as participantes têm oportunidade de não só receber importantes informações que ajudam a dinamizar seus negócios, com promove-los através das chamadas Rodadas de Negócios ou outro título equivalente.

Toda mulher, tem capacidade para ser uma empresária bem-sucedida, mas como acontece com todas as empreitadas, é necessário acreditar nos sonhos e coloca-los e prática.

E o ambiente amistoso, profissional desses encontros cumpre exatamente esse objetivo, pois, os sonhos que não são colocados em práticas viram pesadelos.

Diversos fatores são importantes para realmente conseguir os objetivos visadas por uma Empreendedora.

TER FOCO

Saber exatamente qual o seu nicho de mercado, quem são os concorrentes, que técnicas de marketing seriam mais adequadas, atuar com produto ou serviço do qual tenha bom conhecimento, etc.

ORGANIZAÇÃO DO NEGÓCIO

Esse é outro aspecto que se deve levar bem a sério; sistema de cadastro, controle dos custos, evitar misturas compromissos da empresa com os particulares, etc.

A lista poderia ser facilmente ampliada, mas teria apenas um enfoque teórico, bem diferente dos vividos nos encontros presenciais desses fóruns onde palestrantes especializadas promovem debates que envolvem todas a áreas de um negócio            

PUJANÇA DA MULHER EMPREEDEDORA

A quantidade das Empreendedoras americanas cresceu 89% em 10 anos, três vezes mais que o crescimento da quantidade de empreendedores em geral (29%).

E isso também ocorreu aqui, onde de 2001 a 2011 cresceu no Brasil 21% a quantidade de mulheres empreendedoras enquanto que pelos homens aumentou em 10%!

Da mesma forma, exemplos não faltam para motivar na busca pelos resultados exitosos, de Empreendedoras de peso tais, como:

Maria Luiza Trajano (Magazine Luiza),

Chieko Aoki (Rede Blue Tree),

Sonia Hess de Souza (Dudalina) e

Zica Assis (Beleza Natural),

veteranas protagonistas da lista das mulheres mais poderosas do, segundo a Revista Forbes.

Nas sábias palavras da Maria Luiza:

““Comecei muito nova, aos 13 anos. Mas não existe uma idade certa, o momento chega e você percebe”. Acredito que essa frase tem um poder mágico de entusiasmar quem realmente, deseja ser uma Empreendedora de sucesso.

O Sebrae, acredita tanto na garra das Empreendedoras que premia as melhores iniciativas do público feminino no empreendedorismo brasileiro com o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios.

Resumindo, as empreendedoras, têm tudo para dar certo, criando novos negócios, criando empregos e entendendo que estamos numa situação econômica difícil para muitas mulheres, mas apenas mais um desafio para a mulher empreendedora que dará atenção ao aspecto do Momento de Oportunidade e deixar para as pessoas menos proativas a outra parte do ideograma chinês da palavra crise é que Situação de Perigo.

“Mulher”, de autor desconhecido:

“No Princípio eu era Eva

Criada para a felicidade de Adão

Mais tarde eu fui Maria

Que deu à luz ao que nos trouxe a salvação

Depois, passei a ser Amélia

A Mulher de verdade

Que, para a sociedade

Não tinha qualquer vaidade

Mas eu sonhava igualdade

E então decidi: Não quero mais…

Quero a minha dignidade

Pois eu tenho ideais!

Hoje eu não sou só esposa ou filha

Sou pai, mãe, arrimo de família

Sou caminhoneira, taxista

Piloto de avião, policial, feminista, operária de construção

E ao mundo eu peço licença

Para atuar onde eu quiser

Meu sobrenome é competência

E o meu nome é MULHER !!!”.

 

SALVE O DIA INTERNACIONAL DA MULHER! 8 DE MARÇO !


Fonte: Artigos Administradores / A resiliência da mulher

Os comentários estão fechados.