A rogramação neurolinguística e a vida prática: qual o valor agregado?

A rogramação neurolinguística e a vida prática: qual o valor agregado?

Vivemos na era do valor agregado, afinal o tempo corre e ainda tenho duvidas se de nós ou se para nós. Pois alguns culpam o senhor Tempo de tudo, falta de palavra, falta de compromisso, falta de respeito e lógico falta de tempo.

Vivemos na era do valor agregado, afinal o tempo corre e ainda tenho duvidas se de nós ou se para nós. Pois alguns culpam o senhor Tempo de tudo, falta de palavra, falta de compromisso, falta de respeito e lógico falta de tempo.

A programação neurolinguística para vida pessoal e profissional oferta para quem “quer” uma nova dimensão do tempo, pois podemos viver no presente com qualidade.

Algo pouco comum e até meio “estranho”  para quem tem escassez de tempo pois está o tempo todo no futuro, ou  para quem acha que perdeu tempo pois está o tempo todo no passado.

Essa é a primeira mágica envolvente da Programação Neurolinguística, identificar como organizarmos nossa vida pessoal e profissional mentalmente, como nossos padrões mentais são movimentados em nossa historia de vida.

Descobrimos que todos nós temos uma história concreta na mente desde o nascimento até o presente que determina nossas ações, crenças, sentimentos, falas e até nosso silencio.

Identificar a forma como sua História de Vida está organizada internamente traz a liberdade de escolher como reprogramar essa História para que ela tenha mais valor para desfrutar.

Uma pessoa que vive com a história de vida voltada para o passado irá ter como disse pouco tempo de viver as mais belas oportunidades que estão aqui no presente.

A melancolia, depressão, eterna insatisfação são sinalizadores do quanto uma pessoa focou indevidamente no passado ou prendeu-se em demasia ao passado.

Uma pessoa que vive com o “coração “ em pulsação acelerada, antecipadamente prevendo os cenários improdutivos ou eternamente tentando controlar a vida e as pessoas, colocou o tempo no futuro e igualmente deixou de viver a beleza do presente aqui e agora!

O relógio para quem está no presente marca o mesmo tempo de quem optou em ficar no passado e se fosse diferente e é o mesmo de quem vive no futuro tentando adivinhar o que irá acontecer sem viver o que está acontecendo.

Ser livre para ver o tempo tornar-se elástico é um presente possível aos que se definem em ficar no presente, o lugar onde tudo acontece de fato e é possível escrever a história de vida com legitimidade, este como disse é o primeiro grande ganho que na minha vida fez a diferença quando conheci esta abordagem chamada Programação Nuerolinguística e adaptei o processo para uma forma de trabalho que nomeio como o método da Engenharia da Felicidade, para que possamos escrever uma vivencia de felicidade.

Segundo ganho, ser o dono da própria história, sei que soa como clichê porém garanto tem muita gente que ainda desconforta-se em ser o dono da própria vida.

Ter essa autonomia e a consciência dela faz muito bem! Usar essa autonomia melhor ainda!

Ter essa atitude significa responder pelas escolhas, pelos resultados e tudo o que acontecer que diz respeito a sua pessoa, ser livre e seguro para decidir e percorrer as escolhas é uma condição que dignifica todo e qualquer ser humano, independente de qualquer fator.

Esse padrão é muito saudável, pois tira um  ser humano da posição de vitima e  coloca na posição de responsável pelas escolhas.

Terceiro ganho é saber o que se quer, uma pessoa que tem definido o que quer ao invés de falar o que evita terá muito mais poder de ação e pode liberar a vida em vários aspectos.

Por isso é tão estimulante ampliar a mente e seus padrões e a PNL proporciona a quem quer essa experiência.

Que tal vivê-la também?


Fonte: Artigos Administradores / A rogramação neurolinguística e a vida prática: qual o valor agregado?

Os comentários estão fechados.