A técnica de encarar tudo: por que evitar dificuldades não funciona

A técnica de encarar tudo: por que evitar dificuldades não funciona

O que você deveria estar fazendo agora?

Nós somos, todos nós, incríveis em evitar as coisas.

Nossas mentes são mais “máquinas de evitar” do que “máquinas de pensar”. E o incrível nisso é que geralmente nem percebemos que estamos evitando pensar em algo.

Vou dar alguns exemplos:

– Agora mesmo você está lendo esse artigo, mas provavelmente está evitando aquela coisa difícil que você não quer pensar sobre.
– Estamos constantemente olhando as mensagens, notícias, portais, notificações… para evitar fazer algo que não queremos encarar.
– Quando estamos encarando dificuldades na vida, tentamos nos dizer que está tudo bem porque (complete o espaço), nos ocupamos com alguma atividade ou algum entorpecente (como álcool) para que não precisemos encarar as dificuldades.
– Quando um problema surge, nossa reação é querer fazer outra coisa, adiar.
– Nós adiamos o pagamento de contas, a declaração do imposto de renda, a leitura de emails longos, ter que lidar com confusão, porque não queremos encarar essas dificuldades.
– Nós adiamos os exercícios porque são desconfortáveis.

Na verdade, existem outros milhares de exemplos, todos os dias, que surgem e que nem percebemos, porque nossas mentes alternam o pensamento para outra coisa.

Experimente fazer isto agora: pare por um minuto e pense sobre qual dificuldade você está evitando pensar exatamente agora.

Você irá perceber uma dificuldade que você não gosta ou sua mente irá rapidamente mudar para outra coisa antes do minuto acabar.

O que você fez é parte do que eu chamo de Técnica de Encarar Tudo… que explicarei em um minuto, depois de falarmos por que evitar tudo é uma estratégia ineficaz.

Evitar não funciona

Nossas mentes querem fugir do que nos causa desconforto, dor, dificuldades que estejamos enfrentando… e essa é uma boa estratégia para não ter que lidar com a dificuldade e dor temporariamente. Então no atual momento, podemos sentir um alívio temporário.

Mas o que isso faz é nos levar para uma vida de fugas. Uma vida de distração e de nunca encarar o que nos aflige. Nos mantemos ocupados, mas nunca aprendemos a como lidar com o que está dentro de nós, o que está a nossa frente.

Isso significa que estamos a mercê de nossos medos, de nossos desconfortos. Somos iguais a criancinhas que não querem fazer nenhum trabalho duro, mas querem o brinquedo de última geração.

Isso resulta em não trabalhar nas tarefas importantes (ou pelo menos adiar até que se torne doloroso). Isso também vale para exercícios, alimentação saudável, finanças, desordem, relacionamentos e outras coisas.

No final, geralmente temos que lidar com essas coisas, mas elas apenas pioraram. Teria sido melhor tê-las enfrentado mais cedo, quando não eram algo tão grande.

A técnica de enfrentar tudo

Essa técnica é baseada na ideia de que é melhor estar ciente das coisas e lidar com elas como um adulto, em vez de fugir.

E se fizermos isso, nada disso será algo demais.

Aqui está como isso funciona:

1. Crie consciência perguntando “O que estou fazendo exatamente agora?” Com o passar do dia, coloque lembretes ou coloque pequenas notas que lhe lembrem de se perguntar “O que estou fazendo exatamente agora”. A resposta poderá ser “Olhando o Facebook”, ou “Mudando de aba no navegador” ou “Comendo batatinha”. Algo simples e mundano como isso, mas simplesmente pergunte a si mesmo o que você está fazendo, para começar a ter consciência.

2. Depois, se pergunte “O que estou evitando?” Quando as coisas ficam difíceis ou desconfortáveis, automaticamente mudamos para outra coisa. Fugimos. Evitamos desesperadamente. Você faz isso o dia todo, mas não percebe. Pergunte o que você está evitando: algum medo, alguma tarefa difícil, alguma emoção difícil, algum desconforto ou simplesmente está presente no momento atual? Aponte para o que você está evitando.

3. Agora encare. Simplesmente encare esse medo, desconforto, dificuldade. Não pense na desculpa que inventou na sua cabeça, e sim no sentimento físico, real, que você sente em seu corpo. É muito ruim? Você perceberá que não é nada demais. Fique com ele mais um pouco. E um pouco mais depois disso – se desafie.

4. Aja de forma apropriada. Agora que você encarou e viu que não é nada demais, você pode agir como um adulto em vez de uma criança: você pode decidir qual a melhor forma de agir agora. Se você estiver com medo de fazer alguma tarefa, mas você a encarou e viu que o medo não é nada demais… você pode se lembrar que a tarefa irá lhe beneficiar e beneficiará os outros, e isso é muito mais importante do que seu medinho. Se você está evitando uma conversa difícil com alguém porque você está com raiva, você pode ver que a raiva e a ofensa não são nada demais, e que você pode falar com a pessoa calma e apropriadamente, com empatia e compaixão, assim chegando a uma solução.

Claro, nem todos os problemas irão simplesmente desaparecer utilizando esse método, mas eu posso lhe dizer que você será capaz de encarar muito mais coisas com a prática do método. Você se tornará melhor em lidar com desconforto, em vez de fugir dele como a maioria das pessoas fazem. Você se tornará melhor em não procrastinar e em fazer tarefas desconfortáveis. Você estará mais presente e querendo estar mais no momento em vez de precisar de distrações o tempo todo. Não é da noite para o dia, mas com prática.

Você poderá desejar descartar esse artigo, para evitar praticar essa técnica. Isso também é uma fuga e eu desejo que você encare isso nesse momento.


Fonte: Artigos Administradores / A técnica de encarar tudo: por que evitar dificuldades não funciona

Os comentários estão fechados.