A terceira onda do varejo e o que isso significa para sua marca

A terceira onda do varejo e o que isso significa para sua marca

Para 2018, espera-se que China e Estados Unidos vendam mais de 1,5 trilhão de dólares somente via e-commerce, segundo o site eMarketer. Para o Brasil, essa expectativa é de 26 bilhões de dólares, sendo ainda significativa e colocando o país entre os dez maiores do e-commerce mundial.

onda_varejo

Imagem: Pexel – CC0 License

Para 2018, espera-se que China e Estados Unidos vendam mais de 1,5 trilhão de dólares somente via e-commerce, segundo o site eMarketer. Para o Brasil, essa expectativa é de 26 bilhões de dólares, sendo ainda significativa e colocando o país entre os dez maiores do e-commerce mundial. Com esses dados, dá para perceber que existe uma tendência cada vez mais forte de o varejo mudar de lugar, ocupando a internet com mais relevância. Isso se deve principalmente à chamada terceira onda do varejo, responsável por transformações importantes agora e nos próximos anos.

Confira a seguir o que é a terceira onda do varejo e o que ela significa para sua marca.

A terceira onda do varejo

A terceira onda do varejo, ou onda digital, é um termo utilizado para designar as modificações que o varejo vem experimentando nos últimos anos graças à tecnologia em geral. Com cada vez mais transações sendo realizadas de maneira digital e com os interesses dos consumidores mudando, essa terceira onda gera impactos diretos em como se vende e para quem se vende.

Para muitos especialistas, essa terceira onda também diz respeito ao oferecimento de novos serviços financeiros por parte das empresas varejistas. É o caso dos cartões de crédito próprios da marca, assim como o oferecimento de vales para presente, por exemplo. Com essa nova onda, do varejo digital, os consumidores têm à disposição um número praticamente ilimitado de opções, já que tudo está a apenas um clique de distância.

Além disso, esqueça o horário comercial, porque agora o consumidor está muito mais independente e pode realizar as compras que deseja no horário que lhe for mais conveniente. Somado à maior integração, também existe a maior oferta no mercado e, possivelmente, uma menor demanda. Isso faz com que as marcas precisem competir ainda mais em busca de um consumidor que agora experimenta empoderamento.

O varejo digital e as consequências no mercado de varejo

Como as mudanças são tão aceleradas e intensas, espera-se que o principal efeito dessa onda seja causar uma transformação completa e uma evolução bastante acelerada e profunda do mercado de varejo. Isso significa que a terceira onda do varejo tem um grande potencial de mudar como o setor é feito de maneira definitiva e em todo o mundo, fortalecendo o grande mercado de varejo digital que já existe.

Embora seja improvável a eliminação completa e definitiva das lojas físicas, existe uma tendência de que o varejo esteja cada vez mais na ponta dos dedos dos clientes e menos na loja ao lado. Com isso, aumenta-se a disponibilidade de produtos e ofertas visando à maximização das vendas.

O novo posicionamento da marca no varejo digital

Como o consumidor mudou, a marca também precisa mudar para garantir que seus resultados continuem existindo e melhorando. Com isso, é muito importante que a sua marca agora se preocupe em criar um relacionamento com o cliente, fazendo com que ele se decida pela compra. Fornecer conteúdo e nutrir o potencial cliente garante uma ajuda em todo o processo de compra e aumenta a segurança na hora da decisão.

Assim, com essa nova onda, é preciso dar mais do que uma oferta, e sim uma experiência para o cliente. O ajuste às novas mídias, como as redes sociais, também garante que a empresa possa obter resultados melhores. É preciso que a marca se posicione de forma a se comunicar diretamente com o cliente, além de adotar uma postura valiosa, sendo esse o primeiro passo para um relacionamento frutífero. A terceira onda do varejo possui impactos diretos na relação entre consumidor e varejo, fazendo com que tudo fique mais globalizado, amplo e competitivo.

Com isso, é preciso um posicionamento de relacionamento para atrair e capturar o cliente, assim como o seu alcance em outras plataformas, como mídias sociais diversas. Ao ajustar seu posicionamento, a sua marca é capaz de atingir os clientes de maneira mais eficiente e também de se adaptar à nova realidade.

O que você acha dessa terceira onda do varejo, a onda do varejo digital? Como ela tem impactado sua marca? Comente e aproveite para ler o post 4 rebrands para você se inspirar para manter sua marca atualizada com as transformações.

Publicado originalmente no site da Agência Boxx


Fonte: Artigos Administradores / A terceira onda do varejo e o que isso significa para sua marca

Os comentários estão fechados.