A última aula de 2015

A última aula de 2015

Com certeza você já recebeu inúmeros conselhos para economizar. E como diz o ditado “se conselho fosse bom não se dava”. Mesmo assim, vou me atrever na pretensão de trazê-los a reflexão

Uma última aula.

Bem meus amigos, alunos de graduação e pós-graduação etc. Mesmo de férias resolvi dá uma última aula em 2015.

Não é novidade que o Brasil passa por uma das situações mais delicadas no cenário econômico e político. E é sobre isso que irei falar neste texto.

Não vou discutir o cenário político, pois é um assunto chato e já muito debatido nos telejornais. Vou me ater a comentar sobre economia, especialmente sobre o lado bom da CRISE ECONÔMICA. Isso mesmo!

Com certeza você já recebeu inúmeros conselhos para economizar. E como diz o ditado “se conselho fosse bom não se dava”. Mesmo assim, vou me atrever na pretensão de trazê-los a reflexão.

Num cenário de crescente inflação batendo a casa dos dois décimos é prudente refletirmos sobre o que está por vir.

Se você já tem achado difícil fechar as contas nos últimos meses, não temos boas perspectivas quanto ao futuro próximo; infelizmente. Então, tenha prudência!

PRUDÊNCIA NÃO ENGORDA E NEM FAZ MAL.

A crise precisa ser vista com OTIMISMO. Afinal, é isso que ela realmente revela. CRISE É NECESSÁRIA, e sempre será. Pois, gera a ruptura de uma situação insustentável e de mudança de comportamentos inadequados, nos obriga a melhorar.

A crise é algo ESSENCIAL a humanidade. Isso mesmo! Essencial por revelar que posturas adotadas como certas podem não ser sustentável por muito tempo. E romper esses comportamentos é necessário e nos ajuda a compreender a nossa realidade e encontrar NOVAS ROTAS, mais racionais e eficientes.

Não está convencido? Então, observe as crises que acometem nosso organismo. E reflita por que e para que elas ocorrem.

Na hora da crise descobrimos que o ARROZ DE ONTEM NÃO FAZ MAL; que pode ser aproveitado novamente e ainda assim permanece nutritivo e saboroso.

Percebemos que a ÁGUA DO ENXAGUE DA MÁQUINA é incrivelmente potencial para se lavar nossas calçadas, tapetes, molhar o jardim e não ser cruelmente descartada no esgoto.

Descobrimos que roupas, calçados e acessórios esquecidos ou desprezados podem ser ÚTEIS NOVAMENTE, seja para nós mesmos ou para outros. E tem quem ainda gera receita ($) com ela dinâmica. #FICADICA

E que, a CEIA DE NATAL não fica menos farta se COMPARTILHADA com nossos convidados. Afinal o verdadeiro sentido do natal é está juntos, unidos em família e compartilhar.

Então, meus amigos, sejamos prudentes. Não vamos nos comprometer além do necessário com gastos fixos de longo prazo. Não nos iludamos com oportunidades momentâneas. Façamos como uma águia que observa segura, sua preza a distância e só alça voo quando o esforço valer a pena e na certeza do alcance do resultado.

Lembre-se sempre: o que fazemos hoje reflete o nosso amanhã. E nem sempre será possível corrigir o futuro. E quando for, será doído.

Que a FELICIDADE e PROSPERIDADE lhes alcancem neste ano que se anuncia.


Fonte: Artigos Administradores / A última aula de 2015

Os comentários estão fechados.