Ações europeias sobem após sessão volátil marcada por dados dos EUA

Ações europeias sobem após sessão volátil marcada por dados dos EUA

O índice FTSEurofirst 300 teve alta de 0,5%, a 1.371 pontos, enquanto o índice de blue chips da zona do euro Euro Stoxx 50 subiu 0,62%

O principal índice europeu de ações fechou em alta nesta sexta-feira, ao fim de uma sessão volátil, impulsionada pelos ganhos da bolsa de Lisboa antes das eleições, apesar de dados fracos sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos.

O índice FTSEurofirst 300 teve alta de 0,5 %, a 1.371 pontos, enquanto o índice de blue chips da zona do euro Euro Stoxx 50 subiu 0,62 %, para 3.088 pontos.

Entretanto, a ação da Volkswagen caiu 4,3 % para próximo de seu menor nível em quatro anos conforme uma investigação na França acrescentou mais pressão sobre o escândalo de emissões de seus carros à diesel.

O gestor de fundos da Consultinvest Enrico Vaccari disse que as ações europeias podem continuar sustentadas pelas medidas de estímulo econômicas do Banco Central Europeu.

“O mercado está tentando achar seu equilíbrio e eu acredito que está quase chegando lá. Pensando estrategicamente, as ações europeias nunca foram tão interessantes”, disse Vaccari.

O índice portugês PSI-20 foi o mercado com melhor performance na Europa, subindo 2,11 % conforme o primeiro-ministro portugês, Pedro Passos Coelho, fez um último apelo nesta sexta-feira para aumentar suas chances de não apenas vencer as eleições do final de semana, mas também assegurar a maioria absoluta e um governo mais estável.

. Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,95 %, a 6.129 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,46 %, a 9.553 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,73 %, a 4.458 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,19 %, a 21.395 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,38 %, a 9.603 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 2,11 %, a 5.216 pontos.


Fonte: Notícias Administradores / Ações europeias sobem após sessão volátil marcada por dados dos EUA

Os comentários estão fechados.