Administra bem o que se tem

Administra bem o que se tem

É comum quando falamos de recursos escassos pensarmos nos recursos naturais, o que de fato também é realidade, porém existem uma série de outros recursos que fazem parte de nosso dia-a-dia que também se tornam escassos.

Em tempos de escassez de recursos como o que vivemos atualmente, devemos nos atentar para a maneira pela qual utilizamos todos aqueles que estão à nossa disposição. Quando falamos de recursos podemos considerar tudo aquilo que está disponível para se realizar alguma atividade, produto ou prestação de serviço. No dicionário um dos significados da palavra recurso é: “Elementos de força, de produção de riqueza”.

É comum quando falamos de recursos escassos pensarmos nos recursos naturais, o que de fato também é realidade, porém existem uma série de outros recursos que fazem parte de nosso dia-a-dia que também se tornam escassos, como os recursos financeiros, recursos materiais, assim como o próprio tempo que temos a disposição para realizar as atividades diárias.

Ao entender a importância dos recursos para a geração de riquezas à sociedade, devemos considerar também aspectos relevantes para a sustentabilidade desses fatores, como a utilização consciente e o zelo na utilização dos mesmos.

Exemplificando a análise através dos recursos financeiros em especial, em momentos de crise como o que enfrentamos atualmente, fica mais fácil entender a importância de se haver uma atenção especial quanto a gestão desse recurso. Naturalmente quando se há um período de maior abastança, quando por exemplo a economia de um país está em ascensão e as empresas e famílias possuem a disposição mais facilidade de acesso ao recurso financeiro é comum ocorrer uma série de pequenos desperdícios ou ineficiências que não são vistas ou que não demonstram relevância, porém quando esse período de fartura passa os mesmos vem à tona.

Outro recurso que notoriamente tem se tornado escasso atualmente é o tempo. Os dias não passaram a ter menos horas, porém a cada dia as pessoas tem mais atribuições, excesso de informações e distrações que acabam aumentando a perda de foco que resulta na alta complexidade da gestão do tempo disponível para atender todas essas demandas. Essa realidade tem acometido as pessoas em todas as áreas de suas vidas, seja nas sociais, acadêmicas, profissionais e etc.

Existem duas premissas básicas que contribuem para uma gestão eficaz dos recursos:

– Zele pelos recursos disponíveis: muitas vezes pelo afã de se conquistar algo ou alcançar um novo objetivo pode-se incorrer no risco de se descuidar da conservação e cuidado daquele item. Cabe-se ressaltar a importância dessa característica com os recursos pessoais assim como o de outras pessoas que possam estar sob utilização momentânea.

– Valorize e seja grato pelo que possui: devido a característica da sociedade capitalista que vivemos, naturalmente ocorre um desinteresse mais rápido por algum bem obtido e o estímulo pela aquisição do novo, pelo mais moderno, o que pode gerar um sentimento constante de ansiedade e frustração caso não se possa adquirir, portanto, um exercício bastante importante nesse sentido é valorizar aquilo que já se tem e naturalmente quando ocorrer de conquistar o novo esse sentimento será perpetuado.

Diante desses fatos é de suma importância cada um refletir e avaliar como está a sua condução para a utilização dos recursos, se os mesmos são utilizados de maneira consciente e inteligente, para que não venham faltar, mas sim que os mesmos possam ser “multiplicados” através da produtividade.

 


Fonte: Artigos Administradores / Administra bem o que se tem

Os comentários estão fechados.