Administração estratégica, o caminho para vantagem competitiva

Administração estratégica, o caminho para vantagem competitiva

O caminho para se obter vantagem competitiva não é fácil, e deve ser o foco das empresas que buscam uma colocação diferenciada no mercado. A questão central desse processo é a escolha da estratégia da empresa

A concorrência é o âmago do sucesso ou fracasso das empresas, determinando atividades e recursos que podem contribuir para um desempenho superior (Porter, 1989). É comum escutarmos que as empresas devem ser competitivas, mas o que é ser competitiva?

Competitividade resume-se em obter vantagem competitiva. Pode-se definir vantagem competitiva como a capacidade de gerar maior valor econômico que suas concorrentes (Barney e Hesterly, 2008). Valor econômico corresponde à diferença entre os benefícios percebidos obtidos por um cliente que compra um produto e/ou serviço, e o custo econômico total desse produto ou serviço (Barney e Hesterly, 2008). Finalmente, podemos entender que o tamanho da vantagem competitiva de uma empresa é a diferença entre o valor econômico que ela cria em comparação com suas concorrentes.

Porém, o caminho para se obter essa vantagem competitiva não é fácil, e deve ser o foco das empresas que buscam uma colocação diferenciada no mercado. A questão central desse processo é a escolha da estratégia da empresa. A estratégia, em âmbito administrativo, busca estabelecer uma posição lucrativa e sustentável para a organização contra as forças que determinam a concorrência (Porter, 1989). A estratégia adotada por uma empresa corresponde a sua “teoria” de como obter vantagens competitivas.

O processo de criação dessas teorias é o que chamamos de administração estratégica. 

Esse processo se inicia quando a empresa identifica sua missão, ou seja, sua razão de ser, e seus objetivos, que são marcos mensuráveis utilizados para avaliar seu desempenho (Peteraf e Barney, 2003). Daí inicia-se o processo de analise interna e externa, que são meios de a empresa identificar suas forças e fraquezas, e oportunidades e ameaças ambientais.

Todos esses pontos devem ser levados em consideração para que se determine uma estratégia forte o suficiente para a empresa tornar-se competitiva. Ainda, a vantagem competitiva pode ser temporária ou sustentável.

Vantagem competitiva temporária é aquela que dura um curto espaço de tempo, já a sustentável perdura um tempo maior. Quando as empresas criam o mesmo valor econômico chamamos de paridade competitiva ( Barney e Hesterly, 2008). 

Como vemos, esse o processo de administração estratégia é vital para a sobrevivência da empresa. Devido à alta competitividade da economia moderna, é necessário reinventar-se a todo o momento, buscando sempre adaptar sua teoria de como obter vantagem competitiva ao cenário em que a empresa esta inserida. O processo de administração estratégico é cíclico, e o estrategista deve sempre rever seus conceitos e estratégias.


Fonte: Artigos Administradores / Administração estratégica, o caminho para vantagem competitiva

Os comentários estão fechados.