Administradores empreendedores

Administradores empreendedores

Empreender vai muito além de abrir um negócio. É preciso saber administrá-lo. Um desafio complexo, mas extremamente recompensador!

O primeiro grande momento do empreendedor é o início do seu negócio. Não é novidade no Brasil a mortalidade precoce de pequenas empresas nos seus primeiros anos de vida, o que prova que o ato de abrir um negócio movido pela necessidade de renda para a família ou pelo simples desejo de desbravar novos horizontes não é suficiente para o sucesso.

Mais do que a ânsia pelo progresso, é necessário planejamento, muito planejamento, em aspectos que vão desde o potencial do mercado-alvo até às barreiras impostas por concorrentes, passando também por questões legais de regulação estabelecidas pelo governo. Faz-se necessária, então, a elaboração de um plano de negócios, um roteiro que define, entre outras coisas, quais são os planos de operações, de marketing e financeiro da nova organização em seu período pré-operacional.

Mas resistir ao período turbulento da gestação e infância do negócio é apenas o começo. A partir do momento em que os negócios da organização tomam vulto, a pressão por melhores resultados torna-se ainda maior. Se antes a preocupação era ganhar terreno, agora passa a ser a manutenção desse espaço.

É nesse contexto que se destaca o Administrador, que possui as habilidades de planejar, organizar, dirigir e controlar um empreendimento. Com base em sua formação generalista e conhecimento do funcionamento das áreas de administração geral, marketing, produção, financeira e recursos humanos, ele é capaz de vislumbrar o horizonte de novos negócios, propor soluções para eventuais problemas, e projetar resultados futuros. Além disso, o Administrador também se torna fundamental na coordenação de equipes para garantir a continuidade da empresa, acompanhando resultados e, principalmente, incentivando a inovação.

Está cada vez mais difícil obter bons resultados fazendo mais do mesmo. É preciso inovar; inovar cada vez mais e mais rápido. Organizações sólidas são reconhecidamente inovadoras, motivo pelo qual são capazes de sobreviver à feroz competitividade do mercado. Organizações reconhecidamente inovadoras são aquelas capazes de utilizar a força de seu capital intelectual para prospectar novas oportunidades de negócios ao longo de sua existência.

Inspirar-se nesses exemplos de excelência, aplicar conhecimentos teóricos e valorizar a experiência adquirida no dia a dia profissional são ingredientes que fazem de nós, Administradores, desenvolvedores do capital humano que gerenciamos e impulsionadores do progresso das organizações. Estes são os Administradores Empreendedores: realizam sonhos pessoais e profissionais, colaborando assim para um mundo mais justo e próspero, econômica e socialmente.


Fonte: Artigos Administradores / Administradores empreendedores

Os comentários estão fechados.