Administrar projetos com metodologias

Administrar projetos com metodologias

Sobre a importância de utilizar alguma metodologia para fazer frente a grandes desafios, principalmente em TI

No dia-a-dia de qualquer organização, que minimamente funcione dentro de exigências, as grandes funções tradicionais de todo Administrador são Planejamento, Organização, Direção e Controle.

Entretanto, chega o momento do grande projeto, entendido que por ‘grande’ temos o tamanho ou a complexidade.

Para enfrentar tal desafio, eis que o Adm. Geral, tanto no papel de diretor, sócio-gerente, chefe de departamento, etc., demonstra toda a sua visão exigindo o uso de uma metodologia de gerenciamento de projetos, comprovando assim total desprendimento quanto à suposta ameaça que a independência de um Gerente de Projetos traria em relação às linhas tradicionais de autoridade.

Este, por sua vez, não pode dispensar o “Moderno Gerenciamento de Projetos”, referentemente à evolução das tecnologias, havendo necessidade de “…atuar em diversos planos para conviver com várias tecnologias presentes em um projeto”. VALERIANO, D. L. (2005). Moderno Gerenciamento de Projetos. Prentice Hall Brasil.

Qualquer que seja o projeto, se o seu objetivo for uma ideia nova, um método diferente ou um produto novo precisará do arcabouço de processos contidos nas metodologias de Gerenciamento de Projetos, como o PMBOK “Conjunto de Conhecimentos”, do PMI. Sem elas, poderá alcançar o que deseja, porém com extremo esforço, dispêndio de tempo, gastos elevados e clientes nem tanto satisfeitos.

Tal metodologia supre tais necessidades, enfatizando muito planejamento, embora comece pela identificação do objetivo e das justificativas, restrições, riscos e premissas; prosseguindo com a administração das partes interessadas (stakeholders); daí em diante, o trabalho efetivo tem início.

Mas, esse é assunto do nosso próximo artigo.


Fonte: Artigos Administradores / Administrar projetos com metodologias

Os comentários estão fechados.