Afinal, o que caracteriza um perfil empreendedor de sucesso?

Afinal, o que caracteriza um perfil empreendedor de sucesso?

Muito se fala sobre o empreendedor, mas o que de fato o define e quais as características mais comuns do seu perfil? Neste momento de descobertas, a ciência pode contribuir

Muito tem se falado sobre o movimento empreendedor (no que se refere ao processo de criação de negócios) na atualidade e, consequentemente, buscado-se um denominador comum ou uma fórmula que defina esta figura e aumente as probabilidades de sucesso para uma empresa. Neste sentido, diversos estudos e pesquisas, científicos ou empíricos, são conduzidos para identificar quais as características necessárias ao empreendedor para o desenvolvimento de um empreendimento e que compõem o seu perfil de sucesso. Contudo, num universo de centenas de características complementares e apropriadas ao perfil empreendedor, torna-se relevante antes de ousar apresentá-las, definir e compreender o significado deste termo, a fim de distingui-lo de outros papéis sociais e identificar aquelas que se mostram mais comuns. Nesse momento, alguns estudos científicos podem contribuir.

Para Schumpeter (1942) o empreendedor é o agente responsável pelo processo que denominou de destruição criativa, impulso fundamental que aciona e mantém em marcha o motor capitalista, por meio de um processo contínuo de substituição das tradicionais formas de se fazer as coisas por novas formas, promovendo a inovação e o progresso tecnológico e econômico.

De maneira similar a Schumpeter, para Filion (1999) o empreendedor é uma pessoa criativa que participa ativamente dos processos de mudança na sociedade através de sua capcidade de inovar, identificar oportunidades e atingir objetivos, através de uma ampla percepção do ambiente em que vive, além de um processo contínuo de aprendizado sobre o ambiente e os negócios. 

Segundo Dolabela (1999), além de identificar oportunidades e tomá-las para si, é o empreendedor que busca os recursos para transformá-las em negócios lucrativos, a fim de gerar riquezas através da transformação do conhecimento em produtos ou serviços, em novos conhecimentos ou ainda em inovações dentro das funções de uma empresa.

Todavia, apesar de relacionado aos conceitos de inovação, mudança e de fazer as coisas de forma diferente, Dornelas (2003) coloca em questão algumas características que distinguem um empreendedor de um inventor, de um administrador e da grande maioria, uma vez que esses podem, em graus e finalidades diferentes, compartilhar dessas características. Nesse sentido, para o autor o que diferencia o empreendedor dos demais papéis sociais é, além do auto grau de criatividade, inovação, expertise e know-how em business, a finalidade comercial, a viabilidade econômica e a escalabilidade de seus empreendimentos.

Portanto, mesmo com base em apenas alguns estudos científicos é possível observar que de fato as contribuições da ciência estão alinhadas ao que se vivencia na prática, na qual definie em seu âmago, que todo empreendedor é uma pessoa criativa, inovador, visonária e capaz além de identificar oportunidades, executá-las com os recursos disponíveis. Observa-se também que o que caracteriza o empreendedor é a sua crença no processo de aprendizado contínuo e a sua expertise ou know-how em negócios, que independente de ser resultado de experiências educacionais ou práticas desenvolvidas em outros negócios, é o que o torna perspicaz nos processos de planejamento e avaliação de riscos, o que pode aumentar as chances de sobrevivência e sucesso de um negócio ou mesmo inviabilizá-lo.

Desta forma, ressalva-se ainda que mesmo dentre um universo de centenas de características e competências pessoais, comportamentais, técnias e gerenciais, as quais podem variar em escala e grau de exigência conforme a fase ou a própria natureza do negócio, é importante que o empreendedor jamais se acomode e acredite que alcançou o clímax de sua carreira.

REFERÊNCIAS:

DOLABELA, Fernando. Oficina do empreendedor. São Paulo: Cultura editores associados, 1999.

DORNELAS, José Carlos Assis. Empreendedorismo corporativo: como ser empreendedor, inovar e se diferenciar na sua empresa. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

FILION, Louis Jacques. Empreendedorismo: empreendedores e proprietários-gerentes de pequenos negócios. Revista de Administração, São Paulo, SP, vol. 34, nº2, p. 05-28, abril/junho, 1999.

SCHUMPETER, Joseph Alois. Capitalism, Socialism and Democracy. New York: Harper & Row, 1942.


Fonte: Artigos Administradores / Afinal, o que caracteriza um perfil empreendedor de sucesso?

Os comentários estão fechados.