Aprenda a gerenciar os resultados de seu negócio em tempos de crise

Aprenda a gerenciar os resultados de seu negócio em tempos de crise

Em tempos de crise muitos empresários tem dificuldades para tomar decisões que melhorem os resultados do seu negócio, muitos não sabem por onde devem começar, o que deve ser analisado e como cortar gastos que não agregam valor.

A primeira atitude que devemos ter é: enfrentar os problemas de frente. Temos que medir tudo, por na ponta do lápis: por centro de custos, por unidade de negócio, por nota fiscal contratada, por fornecedor e por ai vai. Não adianta esconder nada, tudo precisa vir a tona e a realidade com todos os seus fatos e dados precisa ser enfrentada, ou seja, o resultado das análises acima, é o primeiro passo pra gerenciar. É preciso medir primeiro para gerenciar. Gerenciar os resultados significa entre outros conceitos garantir a melhoria contínua do negócio.

Muitos gestores saem cortando todos os gastos sem ao menos levantar a situação atual. Já passei por experiências em grandes empresas onde a regra era cortar tudo em 10%, simples assim, “cortar tudo em 10%”, sem nenhuma análise prévia do que era realmente importante para o negócio e quais as despesas indiretas, ou seja, não ligadas diretamente a operação.

Casos como esses são mais comuns do que se imagina, no exemplo citado anteriormente, poucos meses depois algumas pessoas foram recontratadas e algumas despesas que haviam sido cortadas tiveram aumentos no período em mais de 20%. Tudo isso por falta de análise da situação atual. Um dos principais problemas da gestão, seja ela privada ou pública, é a falta de análise da causa raíz dos problemas. É fundamental estudar com profundidade as causas de um determinado problema envolvendo sobretudo as pessoas certas, ou seja, os conhecedores que vivenciam diariamente aquelas rotinas. São elas que melhor conhecem os processos dentro da empresa, isso é indiscutível. Já é fadada ao fracasso ideias de cortes de custos, como a citada no exemplo acima, sem o envolvimento direto dessas pessoas. Fazer a pergunta inversa faz sentido e temos visto isso na prática todos os dias no vários negócios que estudamos.

O melhor a se fazer é analisar os gastos (investimentos, custos e despesas) utilizando a ferramenta de gestão chamada diagrama de pareto, aplicar a ferramenta em todas as despesas, analisar quais resultados estão diretamente ligados, atribuir donos para cada grupo de despesas, determinar prazos para cada responsável analisar o que está acontecendo, claro, envolvendo sempre as pessoas certas (conhecedoras do processo), e checando tudo o que será feito via plano de ação.

Após a elaboração dos planos de ação, combinar datas para a prestação de contas e implantar a meritocracia dando reconhecimento ao trabalho da equipe envolvida no plano. Isso tem que fazer parte de uma sistemática contínua em obediência ao PDCA que é a metodologia sugerida para levar a empresa a outros patamares. Para manter, melhorar e levar os negócios a outro nível não existe método melhor.

Após a conquista dos resultados esperados há de se promover a padronização do processo, integrando o mesmo a rotina da empresa. Por outro lado, quando o resultado não está sendo alcançado, há que se promover as correções devidas, em algumas casos outros planos nascem, mas sempre buscando atingir patamares nunca alcançados protegendo a meta inicialmente proposta, daí a importância do checar e acompanhar as ações do plano uma a uma. O mais importante nesse processo é que naturalmente, a empresa que nada mais é do que um grupo de pessoas tentando fazer o certo, assume uma nova cultura de enfrentamento dos problemas com o uso de uma metodologia de gestão que passará a ser o novo modelo de gerenciar seus processos, pessoas e resultados.

Por Cláudio Gonçalves – Expert em Controladoria e Finanças

Sócio-Fundador da Consultoria CG 


Fonte: Artigos Administradores / Aprenda a gerenciar os resultados de seu negócio em tempos de crise

Os comentários estão fechados.