Autoestima, como anda a sua?

Autoestima, como anda a sua?

Como anda a sua auto estima? Como anda seu amor próprio? Você já se fez essa pergunta em algum – ou alguns – momentos da vida? Você tem alguma percepção positiva sobre você?

“Quem anda com seus próprios passos gosta de seus pés, confia no seu senso de direção.”Essa frase de Lair Ribeiro, um entusiasta da PNL, retrata o significado que a autoestima pode trazer para a vida de uma pessoa.

Para realizar cada um de seus sonhos, é fundamental que você acredite na sua capacidade de decidir a sua vida e tenha boa auto estima. Toda mudança começa dentro de cada um de nós, e entender essa dinâmica é o principio básico da ecologia, que é o equilíbrio das condições de vida.

Como anda a sua auto estima? Como anda seu amor próprio? Você já se fez essa pergunta em algum – ou alguns – momentos da vida? Você tem alguma percepção positiva sobre você?

A nossa autoestima é determinada por todas as crenças, percepções e valores que temos e acreditamos sobre nós. Quando nossas percepções são negativas, a tendência é olhar para a grama do vizinho, e sempre acreditar que está mais verde que a nossa. Muitas vezes essas crenças e percepções negativas projetam em nossa consciência a sensação de não pertencimento, de exclusão. Frases como: “Sou inadequado, inútil, invisível, etc”, são repetidas no vocabulário de alguém com baixa auto estima. Qualquer pessoa pode mudar esse estado interno, e ressignificar as percepções sobre si próprio.

Que tal começar agora a mudança que você tanto quer? Proponho um exercício simples e muito efetivo. 

ATENÇÃO: pegue papel e caneta.Liste o que sente a respeito de você.

Como se vê, como se sente perante seus colegas de trabalho, familiares, parceiro (a), etc? Depois, olhe para cada item que listou, e tente se lembrar quando surgiu esse sentimento negativo. Caso não consiga se lembrar, tente imaginar em que situação essa idéia poderia acontecer. Que tipo de comportamento teve ou vivenciou que o fez pensar desta forma?

Analise cada item da lista e se pergunte: Será que estes pensamentos são verdadeiros e úteis? Que resultados eu quero para minha vida? Eles são compatíveis com os resultados que obtenho pensando desta forma?

O ser humano tende a generalizar os pensamentos com frases do tipo: “Eu não presto”, “Eu nunca faço nada direito” e tantas outras. Pensar dessa forma generaliza quem você é. O fato é que somos seres únicos, e todos somos luz e sombra.

É muito importante lembrar: você faz escolhas o tempo todo. Você decide por essas escolhas. Entenda que você pode trazer seu lado luz para mais perto, e deixar brilhar, lembrando mais de suas qualidades, não deixando de entender que possui pontos a melhorar, assim como todos os seres humanos.

É fundamental que você olhe para cada item que listou extraindo uma qualidade, ressignificando para algo positivo.

Veja esses exemplos de crenças positivas: “Eu tenho valor”, “Eu faço o melhor que posso, com as ferramentas que tenho”.

Pare agora e pense exatamente em como você quer ser. Feche os olhos e, dentro de sua mente, crie uma tela mental, como se fosse uma tela de pintura em branco. Nessa tela, imagine que você já é exatamente a pessoa que tanto deseja ser. Pense nessa pequena tela crescendo muito, se iluminando e transformando em uma grande tela em sua frente, que te mostra a imagem da pessoa que você quer ser.

O que você fez e realizou para chegar lá? Anote e pense em quais os passos necessários para realizar cada um dos itens.

Volte para aquela primeira lista. Leia item por item, agora com a percepção positiva sobre você: “Eu posso, eu consigo, eu sou merecedor…” Qual o sentimento que está aí no coração, nesse exato momento? Guarde esse sentimento, e sempre que se sentir para baixo, pegue esse sentimento e lembre-se de quem você quer ser, e aonde quer chegar. Lembre-se de como se sentiu no momento que esteve diante de uma tela mental, e você estava lá, como sempre desejou ser!

Críticas sempre vão existir. Compreenda que essa é a percepção de outra pessoa. Talvez seja importante analisar de quem veio a crítica, e em que contexto. Muitas vezes uma critica nos ajuda a enxergar melhor nossos atos e melhorar nosso comportamento. Analise as eventuais criticas, mas não permita que sentimentos negativos tomem conta de você. Lembre-se: você pode fazer a mudança que deseja, basta acreditar que pode e agir para que tal mudança aconteça.

Você é um ser único e maravilhoso, capaz de sentir as mais diversas nuances de sentimentos e emoções. Para compreender seu verdadeiro valor, convido você a refletir sobre quem você é, e o que sua essência quer deixar nesse mundo. Pergunte-se o que você vem aprendendo na sua jornada, o que ainda precisa ser aprendido, no que você acredita e quais são os seus valores. Tenha esta conversa sincera consigo mesmo e permita-se ser íntimo da sua verdade.

Um abraço.


Fonte: Artigos Administradores / Autoestima, como anda a sua?

Os comentários estão fechados.