Cartão de crédito: cuidados básicos

Cartão de crédito: cuidados básicos

O cartão de crédito quando bem utilizado é um grande aliado, porém, nas mãos de quem não tem controle, pode se tornar seu pior inimigo.

A educação financeira é importante para evitarmos problemas relacionados à falta de dinheiro, independente da nosa classe social.

Temos casos de milionários que acabam pobres e pessoas que ganham muito pouco e que conseguem viver razoavelmente bem, a ponto de até guardar uma porcentagem das suas verbas mensais.

É difícil, eu sei, mas tudo é uma questão de educação e principalmente autocontrole.

Você não precisa ser um “Tio Patinhas”, mas lembrar sempre que o grande segredo está em “não gastar acima do que se ganha”.

Pode parecer impossível, mas isso está relacionado diretamente à “paciência”. Normalmente não temos essa paciência necessária de esperar juntar o valor e comprar o que queremos de acordo com nossas reais possibilidades e é aí que “entramos pelo cano”.

E um doa piores inimigos de quem compra por impulso é o famoso cartão de crédito. Esse pedacinho de plástico pode ser um grande aliado se bem utilizado, mas também seu pior inimigo se seu dono for uma pessoa compulsiva.

Normalmente a pessoa só se preocupa com o limite que ele (o cartão) dá para possíveis compras, porém, esquecem que este limite uma hora deverá ser pago. E essa hora nem é tão longe (o mês passa tão rápido!!!).

Utilize-o com o devido cuidado, e entre as dicas que posso passar, evite parcelamentos que cobrem juros e, principalmente, não pague valores abaixo do total do boleto mensal, pois os juros são muito mais do que abusivos. O chamado “valor mínimo” é a desgraça que afunda grande parte dos usuários de cartão. Pior do que isso, só mesmo a pessoa que não paga nada e deixa pra pagar tudo no mês seguinte.

Controle seus gastos para que as parcelas caibam no seu orçamento (quando falamos em parcelas, devemos somar todas as compras que estarão no boleto do mês e não apenas da compra que se está efetuando). Por isso, se você já tem uma compra efetuada (parcelada ou não), veja se uma nova compra não vai pesar no seu orçamento e ultrapassar seu limite, não do cartão, mas o seu limite de pagamento mensal.

Não faça novas compras só porque o limite do cartão ainda permite, pois a operadora não terá dó de você e, caso não consiga pagar o boleto ou tenha que pagar apenas parte do saldo devedor do mês, ela cobrará sua dívida com os maiores juros do mercado, pode acreditar. E aí você entra numa “bola de neve” que vai te levar a sérios problemas financeiros.

Fuja disso, afinal “é melhor prevenir do que remediar”.

Boa sorte!

Paz, luz, saúde e prosperidade! 


Fonte: Artigos Administradores / Cartão de crédito: cuidados básicos

Os comentários estão fechados.