Ceará tem primeira Cidade Digital a usar software de educação

Ceará tem primeira Cidade Digital a usar software de educação

Segundo a coordenadora de Infraestrutura para Inclusão Digital do Ministério das Comunicações, Eloá Mateus, 32 cidades digitais já solicitaram o aplicativo

A primeira Cidade Digital a contar com o aplicativo i-Educar para melhorar a gestão escolar é Viçosa do Ceará, no Noroeste do Ceará. Desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), o sistema auxilia na coleta e no monitoramento de dados educacionais, como o número de matrículas, evasões de alunos, desempenho dos estudantes, cadastro de escolas e professores, dentre outros.

Com o uso do i-Educar, relatórios gerenciais e dados exigidos pelo Ministério da Educação para liberação de recursos também podem ser obtidos em tempo real.

Para garantir a implementação e o funcionamento do aplicativo, técnicos do Ministério das Comunicações e do Serpro vão treinar os funcionários do município durante uma semana, a partir desta segunda-feira (31).

Segundo a coordenadora de Infraestrutura para Inclusão Digital do Ministério das Comunicações, Eloá Mateus, 32 cidades digitais já solicitaram o aplicativo. Ela lembra que o serviço não gera nenhum custo para o município.

i-Educar

Desenvolvido pela Prefeitura de Itajaí (SC), o i-Educar funciona como um software livre disponível no Portal do Software Público Brasileiro e como uma plataforma modulável de cadastros, funções e serviços escolares.

O software também padroniza o acesso e as movimentações de alunos e funcionários, bem como a emissão de documentos oficiais como boletins, atestados e históricos.

Cidades Digitais

O programa Cidades Digitais tem como objetivo modernizar a gestão pública municipal, ampliar o acesso da população aos serviços públicos e promover o desenvolvimento dos municípios brasileiros por meio da tecnologia.

Além do anel de fibra óptica, a rede das Cidades Digitais permite a instalação de equipamentos e softwares, suporte técnico e aplicativos nas áreas de saúde, educação e gestão financeira e tributária (como o I-Educar), e pontos gratuitos de wi-fi para a população.

Lançado em 2012, o programa Cidades Digitais contemplou 80 municípios na primeira seleção e, no ano seguinte, ao ser incorporado pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), selecionou outras 262 localidades com menos de 50 mil habitantes.


Fonte: Notícias Administradores / Ceará tem primeira Cidade Digital a usar software de educação

Os comentários estão fechados.