Chegamos ao meio do ano. E suas metas, onde estão?

Chegamos ao meio do ano. E suas metas, onde estão?

“Enquanto alguns choram, outros ganham dinheiro vendendo lenços!” Estamos exatamente na metade de 2016! Você está gerenciando seus planos, procurando alternativas e lutando a cada dia para alcançar seus objetivos? Ou se acomodou e vai deixar para o ano que vem, novamente?

Se a resposta for que suas metas estão: “Guardadas na gaveta” ou “A crise não está permitindo alcançá-las” este texto pode ser muito útil para você!

Todo final de ano, como de costume, muitas pessoas (inclusive eu) pegam um papel, ou abrem um novo arquivo no Word, ou um bloco de notas no celular ou até mesmo só em pensamento e escrevem ou pensam: “No ano que vem…”.

Pois bem, já se passaram 183 dias de 2016! Surpreso? É! O tempo está passando rápido mesmo!

E essa sua listinha de metas, sonhos, desejos e objetivos? Você já chegou a vê-la novamente e saber se está caminhando no sentido correto para alcançar o que foi planejado?

Alguns, provavelmente à esqueceram e estão lembrando só agora, outros, vão dizer coisas como: “Ah, este ano não vai dar, quem sabe ano que vem”, “As condições deste ano não colaboraram… Sabe a crise? Então, vai ter que ficar para o ano que vem”.

Eu mesma fui uma pessoa que repetiu a palavra “crise” este ano, muito mais vezes do que gostaria! Mas será que ela realmente é a culpada por não atingirmos nossos objetivos? Ou só encontramos algo para culpar por não termos nos esforçado o suficiente? Ou até mesmo, por não termos planejado como conseguiríamos atingí-los?

Sim! A crise realmente está aí e está dificultando MUITO um percurso que, em outros anos, poderia ser mais simples. Mas eu te convido a pensar agora: Você se acomodou com a situação? Ou você procurou alternativas, se sentiu incomodado, redesenhou os planos e está lutando a cada dia para alcançá-los?

Nessa parte, cai bem um ditado que tenho quase certeza que já ouviu: “Enquanto alguns choram, outros ganham dinheiro vendendo lenços!”.

Então, eu te proponho algumas coisas para este mês de Julho e o restante do ano:

Encontre a listinha que você escreveu no final de 2015! Não escreveu? Então escreva! O que você quer realizar ainda este ano? Seja ousado, sonhe alto! Afinal, o esforço de sonhar alto ou baixo, é o mesmo.

Defina (realmente escreva) o que você precisa para atingir estes sonhos e como você conseguirá cada um destes requisitos! (É dinheiro? Tempo? Uma formação profissional? Uma parceria comercial?).

Defina quando você quer atingí-los! É importante estipular um prazo, afinal: “Um objetivo é um sonho com um prazo”.

Nos passos 2 e 3 é importante considerar as condições do momento, não como impeditivas, mas buscando alternativas que possam viabilizar o seu plano!

Acompanhe e gerencie o seu plano! A sua única certeza é que as condições mudam, ou seja, acompanhe e mude junto, se necessário, para chegar ao seu objetivo!  

Dica1 – Não faça planos impossíveis: Os seus planos devem ser desafiadores, mas nunca impossíveis, pois estes irão desestimulá-lo de alcançar coisas que você é capaz, desde que seja da forma certa e na hora correta!

Dica 2 – Nunca esqueça sua lista na gaveta: Como qualquer planejamento, se não for gerenciado, é muito provável que não se realizará sozinha né? Lembre-se: “Se você não sabe onde está indo, qualquer caminho serve!” E você não quer qualquer caminho, certo?

Dica 3 – Não coloque impeditivos: Ao invés disso, busque alternativas. Elas sempre existem! Pra este ponto, vale aquela frase: “Na adversidade uns desistem, enquanto outros batem recordes”.

Dica 4 – Não esqueça de comemorar suas pequenas vitórias: Elas irão estimula-lo a seguir em frente! São seus planos pessoais, desta forma, ninguém melhor para motivá-lo que você mesmo!

Você tem mais 183 dias de 2016! Comece hoje mesmo e faça bom proveito deles 😉


Fonte: Artigos Administradores / Chegamos ao meio do ano. E suas metas, onde estão?

Os comentários estão fechados.