Cliente é xingada por vendedor do Mercado Livre após pedir extorno de compra

Cliente é xingada por vendedor do Mercado Livre após pedir extorno de compra

Entrega da encomenda já havia passado do prazo normal e não estava informado que o produto vendido não estava no Brasil

Uma denúncia contra um vendedor do Mercado Livre, feita pela internauta Moema Fiuza na página da Empresa, está recebendo bastante atenção na internet. De acordo com a postagem, o vendedor estaria xingando-a através do aplicativo de mensagens Whatsapp.

De acordo com Fiuza, a compra foi feita dois meses atrás, mas o vendedor não havia informado que o produto vendido não estava em sua posse – e que também não estava no Brasil. “Mandei um e-mail perguntando se havia acontecido algum problema e ele me explicou que não estava com o produto, mas que tinha feito uma encomeda no Ali Express e por esse motivo, não recebi a encomenda no prazo normal. Então, abri uma reclamação no Mercado Livre e pedi o dinheiro de volta”, disse ela. O vendedor, identificado como José Oliveira, começou então, a assediá-la verbalmente e xingar e uma nova reclamação foi feita.

Apesar disso, o Mercado Livre não respondeu como ela esperava: de acordo com Moema, nenhuma menção aos xingamentos foi feita por parte da empresa em sua resposta, mesmo sendo culpabilizados pela usuária de mostrarem o número de telefone dela, já que ela havia entrado em contato com ele apenas através de e-mails. Ela também foi informada de que a empresa não poderia tomar nenhuma providência, apenas os orgãos legais.

A dificuldade do caso

O Mercado Livre funciona como uma feira online: quem tem o produto o coloca disponível e, assim, sendo ou não um bom usuário do site, o vendedor recebe comentários e é votado de acordo com sua reputação. Por isso, saber de quem é responsabilidade do caso é complicada. Para a usuária, o único problema no envolvimento do site foi ter revelado seu número de telefone.

Em resposta ao questionamento sobre o caso, o Mercado Livre informou que entrou em contato com a cliente para informar que o vendedor foi suspenso definitivamente “por ter adotado uma postura que vai contra os Termos e Condições do MercadoLivre em dois aspectos: no que se refere às políticas de anúncios e estoque de produtos e, principalmente, à conduta de comunicação entre vendedores e compradores, que precisa ser de total respeito de ambas as partes”, disse a empresa. Sobre a reclamação sobre a liberação do telefone, “o contato telefônico da compradora se tornar disponível ao vendedor apenas depois que uma negociação de compra é finalizada no site”, finalizou o Mercado Livre por meio de sua assessoria.


Fonte: Notícias Administradores / Cliente é xingada por vendedor do Mercado Livre após pedir extorno de compra

Os comentários estão fechados.