Coaching cura calvície?

Coaching cura calvície?

O termo está na moda, mas será que serve pra tudo isso que se tem falado?

Tenho visto inúmeras “modalidades” de coaching: amoroso, financeiro, perda de peso, pet, empreendedor, digital, jurídico, estudantil… ufa, são muitos! As distorções em torno do processo de coaching tem sido enorme. A palavra esta na moda e tem sido usada indevidamente. O fato é que esse processo tem um ator muito importante, as pessoas. Apoiar as pessoas ao Estado Desejado é a missão do processo de coaching.

Deixa eu falar para vocês, coaching não é terapia, o foco não é a cura, também não é conselheiro ou mentor, o foco do processo de coaching é o atingimento de resultado.

Em resumo três componentes: o COACHING é a metodologia que apoiará a transição entre o Estado Atual para o Estado Desejado, o COACH é o facilitador que aplica a metodologia e o COACHEE é a pessoa que contrata o profissional para obter apoio em sua meta.

O processo de COACHING pode ser utilizado na vida pessoal (LIFE COACHING) e no ambiente corporativo (EXECUTIVE COACHING) sendo aplicado individualmente.

A fórmula da performance é o potencial menos o nível de interferência. O processo de COACHING auxilia a pessoa a aumentar o seu foco no que realmente é necessário para atingir o resultado diminuindo as interferências e a perda do foco.

Antes de contratar um COACH verifique alguns aspectos:

1. VERIFIQUE A FORMAÇÃO: Existem dezenas de entidades certificadoras de coaches, mas poucas são realmente sérias. A maioria vende diplomas para profissionais sem gabarito. Cursos sérios são realizados por professores preparados, em salas com no máximo 20 alunos. Levam semanas e incluem conferências, leitura, lição de casa e atendimento supervisionado. Avalie também a formação acadêmica: em que universidade se formou, se tem mestrado, se estudou fora. Você está contratando uma pessoa que deve proporcionar desenvolvimento profissional.

2. SOLICITE REFERÊNCIAS: O coach deve fornecer o contato de ex-clientes para que o profissional ouça a opinião de quem já fez sessões com ele. Desconfie se o coach se recusa a dar referências ou se a visão dos clientes diverge.

3. DEFINA UM PACOTE: É recomendável que a quantidade de sessões seja acertada previamente — em geral, são 10 encontros com periodicidade semanal.

Ah e o processo de COACHING não cura calvície, mas seguramente ele pode te auxiliar a atingir os seus objetivos!

Cuide da sua carreira, te vejo no pódio!

Gostou? Siga-me aqui no Administradores é só clicar em SEGUIR aqui embaixo. 


Fonte: Artigos Administradores / Coaching cura calvície?

Os comentários estão fechados.