Comércio exterior: estamos na cidade certa?

Comércio exterior: estamos na cidade certa?

Não é de hoje que elegemos as melhores cidades para se morar, as melhores empresas para se trabalhar, os melhores lugares para se visitar. E por que não elegermos as cidades mais propícias ao comércio exterior, principalmente aquelas que estão além do eixo Rio-São Paulo

Não é de hoje que elegemos as melhores cidades para se morar, as melhores empresas para se trabalhar, os melhores lugares para se visitar. E por que não elegermos as cidades mais propícias ao comércio exterior, principalmente aquelas que estão além do eixo Rio-São Paulo.

Com certeza teríamos um trabalho e tanto para analisarmos as 5.570 cidades brasileiras. Então, vamos simplificar escolhendo a região mais desenvolvida do país: Sudeste. O 3º estado mais desenvolvido dessa região: Minas Gerais. Depois, a 9ª economia desse estado e a 98ª do país: Sete Lagoas¹. Agora sim, vamos analisar se estamos de fato em uma cidade propícia ao comércio exterior.

Antes, vale destacar que, o desenvolvimento de qualquer região passa pelas empresas. Adicionalmente, o esforço do poder público em fornecer os meios necessários para a instalação, fixação e o desenvolvimento delas.

É fácil perceber uma região desenvolvida economicamente da que não é. A quantidade de empresas instaladas é um forte indício. Também é uma lógica simples: empresas geram empregos, empregos geram rendas, rendas geram circulação de dinheiro que, por sua vez, impulsiona a economia da região, mesmo que, às vezes, isso não signifique melhores condições de vida para todos os habitantes locais.

Analisando pelo ponto de vista logístico, Sete Lagoas está estrategicamente localizada, permitindo um melhor escoamento e abastecimento de mercadorias. Com destaques para os seguintes fluxos: Rodovia MG-424, Sete Lagoas – Confins (aeroporto de Confins); Rodovia BR-135, Sete Lagoas – Maranhão (nordeste do país); e, a rodovia BR-040, Sete Lagoas – Rio de Janeiro/Brasília/Goiás (porto do Rio de Janeiro e centro-oeste do país).

Voltando para o que de fato interessa, Sete Lagoas possui um polo industrial bastante expressivo. Consideradas empresas tipicamente exportadoras, as siderúrgicas são exemplos da força exportadora da cidade. É preciso ter cautela neste momento, pois desde 2008, o setor vem passando por sucessivas crises, quer seja pela desaceleração da economia americana e europeia, quer sejam pelos efeitos do câmbio ou pela própria situação econômica que vive o país.

Ainda sentindo os efeitos dessa crise, a cidade conta hoje com aproximadamente 14 siderúrgicas em funcionamento e 16 fornos em operação, quando em 2008 eram 22 siderúrgicas e 40 altos-fornos em operação.

Apesar disso, Sete Lagoas tem um grande potencial para o comércio exterior e é evidente a diminuição da dependência do setor siderúrgico, graças à chegada e à permanência de várias empresas na cidade. Já estamos, aos poucos, aprendendo a viver sem essa dependência da cidade em relação à siderúrgica, embora ainda seja forte a influência desse setor para a conquista de melhores salários pelos profissionais de outras empresas.

Se, de fato, estamos aprendendo a viver sem essa forte dependência do setor guseiro. Agora pense na cidade hoje sem empresas como a CNH Industrial (Iveco e FPT) e alguns dos seus fornecedores (com destaque para a OMR, Autoforjas, Sodecia e Sada Forjas). Imagine você, ao passar perto da rodoviária, não ver a fábrica da Itambé ou andando mais um pouco não contar mais com a “Fábrica de Tecidos” (Cedro e Cachoeira). Estranharia você saber que em Sete Lagoas está uma das maiores empresas de avicultura do Brasil? A Agrogen (Nat Alimentos) que, em 2012, esteve no topo do ranking do Prêmio Melhores do Agronegócio.

O que essas empresas têm em comum é o fato de que elas estão diretamente ligadas ao comércio exterior, o que tem levado a cidade figurar entre os 20 maiores municípios exportadores de Minas Gerais e entre os 100 maiores do país. E a lista de empresas com atividades associadas ao comércio exterior na cidade é bem maior.

Outro fator importante é percebido no número de faculdades instaladas na cidade, tendo outras previstas para chegarem. Para uma instituição de ensino fazer um estudo de viabilidade econômica para instalar um campus em Sete Lagoas é mais um sinal de que as empresas oferecem força de trabalho desejável, para que se transformem em novos alunos preocupados com o crescimento profissional.

Diante do que foi exposto fica-nos claro a importância dessas e de cada empresa instalada em Sete Lagoas não só para o crescimento econômico da cidade, mas também para mostrar a cada habitante que realmente estamos em uma cidade propícia ao comércio exterior. Espero que o desenvolvimento não passe apenas pelas empresas, mas que permita a cada morador a chance de contribuir e se desenvolver também.

(1) Embora não retrate o cenário atual, foi considerado levantamento feito pela Fundação João Pinheiro (FJP), Centro de Estatística e Informações (CEI) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e Coordenação de Contas Nacionais (CONAC), ano base 2011. Segundo o IBGE, espera-se que em dezembro seja divulgado o ano de 2012.

Referências Bibliográficas

  1. http://cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?codmun=316720r. Acesso em 10 Set 2014
  2. http://www.brazilsite.com.br/brasil/regioes/m_sud.htm. Acesso em 11 Set 2014
  3. http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2013/11/22/cinco-estados-concentram-652-do-pib-de-acordo-com-ibge.htm. Acesso em 12 Set 2014
  4. http://www.setedias.com.br/caderno-noticias/9462-nova-crise-na-industria-causa-onda-de-demissooes-em-sete-lagoas. Acesso em 12 Set 2014
  5. http://www.fsindical.org.br/new/noticia.php?id_conteudo =16613. Acesso em 12 Set 2014
  6. http://colunas.globorural.globo.com/melhoresdoagr onegocio2012/2012/10/11/agrogen-e-a-campea-no-setor-avicultura/. Acesso em 13 Set 2014
  7. http://metropolionline.com.br/gerais/pesquisa-indica-queda-na-balanca-comercial-de-sete-lagoas/. Acesso em 13 Set 2014


Fonte: Artigos Administradores / Comércio exterior: estamos na cidade certa?

Os comentários estão fechados.