Como identificar em qual estágio qualquer tecnologia se encontra: os 6 Ds do crescimento exponencial

Como identificar em qual estágio qualquer tecnologia se encontra: os 6 Ds do crescimento exponencial

O crescimento exponencial da tecnologia vem causando grandes transformações na sociedade em que vivemos. Nesse artigo você aprenderá a identificar em qual estágio qualquer tecnologia se encontra

Um dos motivos pelo qual somos péssimos em fazer previsões é porque pensamos de forma linear enquanto as tecnologias evoluem de forma exponencial. É como se no primeiro passo que déssemos a tecnologia desse 2, no segundo passo a tecnologia desse 4 e por aí vai. Essa nossa percepção de crescimento linear de milhões de anos vivendo em savanas, onde nossos ancestrais ficavam restritos a apenas acontecimentos locais, sendo praticamente impossível saber o que acontecia à quilômetros de distância. Acontece que hoje temos acesso imediato a qualquer notícia, podemos comprar algo com apenas um clique e temos acesso a qualquer informação do mundo através do Google, logo esse pensamento linear não condiz com a nossa realidade mais e é preciso que aprendamos a pensar de forma exponencial para não sermos surpreendidos pelas rápidas mudanças.

Um exemplo clássico retrato no brilhante livro escrito por Salim Ismail, Organizações Exponenciais, de como o pensamento linear pode custar extremamente caro para as empresas foi o que aconteceu com a Motorola na década de 80. Nessa época a indústria dos celulares estava no início e havia uma corrida entre as grandes empresas de tecnologia para captar o maior número de clientes possíveis. Embora fosse extremamente alto o investimento em infraestrutura, ele compensava nas grandes cidades devido à grande densidade populacional. No entanto não havia solução viável que atendesse as pequenas cidades muito menos as zonas rurais. A Motorola foi a primeira a perceber isso e assumiu que o custo de uma torre de transmissão, 100.000,00 dólares na época, tornaria realmente inviável no longo prazo a implantação em áreas mais afastados com menos pessoas.

Convencida disso, propôs uma solução super ousada: uma constelação de 71 satélites, chamada Iridium, que iria cobrir a terra e fornecer acesso à telefonia por um preço ao mundo todo por um preço, não importasse o local. O cálculo era simples: se algumas milhões de pessoas nos países em desenvolvimento pagasse 3.000,00 dólares por um satélite, mais 5 dólares por minuto, a rede de satélites em pouco tempo daria lucro.

Como todos sabemos, essa tentativa falhou antes mesmo dos satélites serem lançados,causando um prejuízo de 5 bilhões de dólares aos investidores. Mas qual foi o motivo que levou um plano tão audaciosa falhar dessa maneira?

Enquanto a Motorola estava investindo na produção de satélites, o preço de instalação e produção das torres estava caindo, viabilizando a instalação das mesmas em locais onde antes não era viáveis e tornando o lançamento de satélites desnecessário e inviável.

Segundo Dan Colussy, responsável pela compra da empresa em 2000, a companhia falhou porque se recusou a ver as mudanças que estavam ocorrendo e manteve o seu plano de longo prazo de 12 anos, assumindo que nesse tempo não haveriam grandes mudanças que pudessem afetar o lançamento de satélites.

Esse é apenas um dos vários exemplos de empresas que subestimaram o crescimento exponencial da tecnologia e se deram mal. Analisando esses cenários o empreendendor Peter Diamandis, entre várias coisas fundador da Singularity University, criou os 6 Ds do crescimento exponencial para entendermos e identificarmos quando uma tecnologia está prestes a entrar na curva exponencial.

Os 6 Ds do crescimento exponencial

Digitalization ( Digitalização): O primeiro passo para uma tecnologia se tornar exponencial é a digitalização. Um exemplo clássico são as fotos: agora em vez álbuns você provavelmente guarda suas fotos nas nuvens e pode acessá-las de onde quiser. Com isso você compartilhá-las com seus familiares e amigos, não tendo que revelá-las e enviá-las por correio como era feito há muito tempo. Qualquer coisa que pode ser representada por uma sequência de 0 está apta a se tornar exponencial e portanto causar uma disrupção.

Deception(Enganação): Após o período da digitalização, vem o período da enganação. É quando o crescimento exponencial da tecnologia ainda está no início e é muito pequeno, sendo considerado como um crescimento linear e portando subestimando por todos. A primeira câmera digital da Kodak possuía 0.01 megapixels, o crescimento inicial foi lento, passando então para 0.02, 0.04 e 0.08. Porém após alcançar 1 megapixel, o crescimento começa a ser relevante e se tornar visivelmente disruptivo. A Kodak não enxergou isso e pagou caro.

Disruption(Disrupção): Uma tecnologia disruptiva cria um novo mercado e rompe com uma já existente. Como a disrupção é antecedida pela enganação, muitas empresas são pegas de surpresas pois aquela tecnologia que agora é vista como uma ameaça antes era olhada com desprezo, pois até então não oferecia nenhum perigo. O que aconteceu com a Kodak foi exatamente isso: seus executivos não perceberam o imenso potencial da câmera digital no início e depois quando foram investir nessa tecnologia que eles mesmos haviam criado não conseguiram acompanhar o ritmo, o mercado já havia sido dominado por outros players e a conjuntura era outra. A empresa quebrou em 2012 no mesmo ano que o Instagram, então uma startup com 12 empregados, foi comprado pelo Facebook por 1 bilhão de dólares.

Demonetization( Desmonetização): A desmonetização ocorre quando não mais precisamos de um aparelho para determinada ação. O império da Kodak caiu quando as pessoas não mais precisavam comprar filmes para revelarem fotos, pois agora elas estavam digitalizadas e podiam ser exibidas na própria câmera, nos computadores entre vários outros devices. Aquele produto não era mais necessário porque existia um modo mais eficiente e barato para ver as fotos. Outros exemplo conhecido de desmonetização é o Skype, que desmonetizou ligações de longa distância e a Apple que desmonetizou a indústria dos CDs com o Itunes.

Dematerialization(Desmaterialização): Pense na infinidade de coisas que você fazer com o seu smartphone: tirar fotos, gravas vídeos, gravas áudios, acessar sua conta no banco, fazer pagamentos entre outras tantas coisas.O smartphone é sem dúvida o melhor exemplo de desmaterialização, pois com ele temos acesso a vários serviços que antes só eram possíveis comprando vários aparelhos.

Democratization(Democratização): Com a queda dos preços e a popularização das tecnologias vem a democratização, pois cada vez mais pessoas tem acesso à tecnologias antes restritas à poucas. Com acesso à tecnologias vem o acesso à informações antes restritas. Com o smartphone é possível acessar informações de todo lugar do mundo utilizando o Google por exemplo. É possível assistir à aulas de diversos assuntos em diversos sites ao redor do mundo e por aí vai, tudo isso devido ao crescimento exponencial das tecnologias.

Através dos 6 Ds é possível identificar em qual estágio uma tecnologia está e ter uma estimativa do tamanho do impacto que a mesma terá.

E aí, já identificou alguma tecnologia que está pronta para disrupção?

Publicado originalmente no LinkedIn


Fonte: Artigos Administradores / Como identificar em qual estágio qualquer tecnologia se encontra: os 6 Ds do crescimento exponencial

Os comentários estão fechados.