Como se sair bem em apresentações orais

Como se sair bem em apresentações orais

Falar em público pode ser desafiador para a maioria das pessoas. Veja aqui algumas técnicas para desenvolver essa habilidade tão essencial para a sua carreira

Falar em público pode ser desafiador para a maioria das pessoas. Se o seu caso for esse, esteja certo que a boa preparação é a chave para a superação desse obstáculo. No entanto, caso sinta-se mais à vontade nas apresentações em geral, e não considere isso um problema, não se deixe ludibriar pela autoconfiança: estar bem preparado garantirá a qualidade de seu discurso.

Dessa forma, passaremos a analisar as principais técnicas de apresentação oral, visando ajuda-lo desde a preparação até durante a sua apresentação em público.

– Definindo o enfoque do tema

A primeira coisa a ser feita é estudar o assunto, detalhadamente. Isso não significa se estender demais em complexidades desnecessárias, mas sim definir exatamente o enfoque que sua apresentação terá sobre o assunto, e a partir daí inteirar-se completamente dele.

Por exemplo, digamos que o tema da sua apresentação é “leão”. Não faz sentido perder tempo estudando toda a variedade da espécie de felinos, ou de todos os mamíferos, ou de todo o reino animal. Você focará no assunto “leão”. Então, você definirá uma linha de pensamento que até poderá iniciar mencionando rapidamente que o leão é um felino do reino animal, mas o resto do discurso será sobre onde o leão é encontrado, como vive, como se alimenta, se reproduz, etc.

Dica importante: Não entenda que é errado se estender nas pesquisas – não é! O errado é fugir do tema proposto. A título de conhecimento, para estender a bagagem cultural, todos somos inquestionavelmente livres para analisarmos profundamente o que quer que queiramos. O caso aqui se trata da apresentação oral. Se você estiver sendo avaliado, deverá demonstrar que atingiu o objetivo proposto, e não que se distanciou demais do tema e acabou se perdendo. Cuidado!

– Direcionando a apresentação

Sua apresentação deverá ser feita por você, mas para outra(s) pessoa(s). Pense nisso: se você vai dar um presente, irá escolher algo que, naturalmente, lhe agrade, mas pensará em primeiro lugar em agradar a outra pessoa, correto? Ao preparar um discurso, o pensamento deve ser o mesmo.

Pense em quem será o seu receptor, e adapte o código para que ele chegue da melhor maneira no receptor, com a menor quantidade possível de ruídos, proporcionando maior probabilidade de êxito no seu processo de comunicação. Em outras palavras, utilize palavras que serão bem compreendidas, linguagem corporal que será bem aceita, lance mão de recursos audiovisuais, analogias, interações, e evite dar margem para dupla interpretação, palavras prolixas, jargões e outros ruídos.

Adaptar o código pode ser comparado a escolher uma vestimenta. Sem dúvida, podemos dizer que um terno, um sapato social e uma gravata compõem uma veste muito elegante. Mas, o que você pensaria se visse um sujeito vestido assim para aproveitar a praia? Ele está inadequado! Talvez sugerisse a ele um calção, um par de óculos de sol e bastante protetor solar, não é? Da mesma maneira, imagine uma mulher falando fluentemente em inglês, abordando brilhantemente questões muito importantes para alguém que só fala chinês. A mensagem não está chegando no receptor. O código precisa ser adequado! Que tal essa senhora utilizar os serviços de um intérprete?

Sendo assim, sempre pense em fazer uma apresentação que será bem compreendida, adaptando o código ao receptor da mensagem, para que seu discurso seja bem-sucedido.

– Estruturando o discurso

Embora essa seja uma das partes da preparação em que a maioria das pessoas têm dificuldades, a partir de agora verá que se trata de algo extremamente simples, e que facilitará muito o momento de falar em público.

Divida a sua apresentação em três partes: introdução, corpo e finalização.

Introdução: Revela o que vai ser dito. Um bom começo é vital para qualquer apresentação. Ela prepara o ânimo do ouvinte para receber bem o restante do discurso. O orador deverá envolver o auditório, aguçando o seu interesse e a sua curiosidade. Você poderá fazer sua introdução se apresentando, dizendo o tema do seu discurso e ressaltando a importância do assunto.

O corpo é onde se dá o desenvolvimento do discurso, durante o qual é muito importante que os ouvintes percebam exatamente o que você quer passar. Para isso, o discurso deve ser simples de seguir e ter uma ordem clara e precisa. Para facilitar, faça notas em tópicos, mas não leia durante o seu discurso. Fale espontaneamente, seguindo os tópicos anotados. Manter contato visual fará você se sentir e se mostrar mais seguro. Prepare com antecedência uma ou duas analogias para quebrar a tensão e explicar melhor o conteúdo.

Na finalização, faça um brevíssimo resumo de todo o conteúdo, agradeça pela atenção de todos e encerre com um sorriso. Simples assim. Pode ter certeza que transmitiu autoconfiança, organização da linha de pensamento e objetividade.

Não se esqueça que, para fazer uma boa apresentação oral, uma das principais chaves é praticar. Repita várias vezes o que pretende dizer, modifique suas notas quantas vezes forem necessárias até se sentir bem seguro.

Atentar para a sua linguagem corporal fará com que transmita uma imagem coerente e tranquila, o que lhe proporcionará ainda mais credibilidade e conquistará a sua plateia. Mantenha uma postura ereta, a feição positiva e gesticule de maneira natural.

Defina o enfoque do tema a ser abordado e estude cabalmente o conteúdo para obter uma forte base de conhecimento. Direcione a mensagem para o seu público, adaptando o código e tornando-o mais receptível e atraente. Lance mão de recursos audiovisuais, exemplos e analogias. Escreva seu discurso com introdução, corpo e finalização.

Prepare a apresentação dividindo suas partes em tópicos, e anote dados mais difíceis de memorizar, como datas, porcentagens e outros detalhes que achar necessário. Treine várias vezes para ficar realmente bem preparado, assim diminuirá a ansiedade e aumentará sua autoconfiança.


Fonte: Artigos Administradores / Como se sair bem em apresentações orais

Os comentários estão fechados.