Conheça o mercado da China e melhore suas importações

Conheça o mercado da China e melhore suas importações

Neste artigo o autor fala de como fazer boas negociações com o mercado chinês e alguns produtos que tem um grande fluxo de importação

Você já percebeu como na última década o mercado da China deu um salto no crescimento de vários setores? Isso foi resultado da combinação de dois fatores principais: a China tem a maior população mundial, o que garante uma mão de obra mais barata; e o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) chinês deu dinamismo ao seu mercado de produção industrial e varejista, o que a fez se manter no topo dos rankings de maiores produtores mundiais e atraiu investimentos constantes. E o importador brasileiro pode tirar grandes vantagens disso!

Neste post vamos falar mais sobre o mercado, indicaremos quais os principais produtos da China e daremos algumas dicas de como negociar com um fornecedor para obter vantagens e aumentar a margem de lucro em suas importações. Confira!

Principais produtos importados da China

Material eletroeletrônico

São máquinas, aparelhos e materiais elétricos, materiais de informática e dispositivos portáteis, como notebooks, smartphones e tablets, circuitos integrados e componentes elétricos de reposição. Há uma grande variedade de itens para importar, mas para isso é necessário definir bem quem será seu principal comprador e começar seu empreendimento fazendo pequenos testes para saber a aceitação do produto junto ao público brasileiro.

Calçados e vestuário

Esse tipo de importação tem crescido bastante entre aqueles que querem iniciar ou complementar seu negócio de revenda de roupas. Se esse é o seu caso, avalie as lojas online dos fornecedores e veja quais produtos seriam mais vantajosos importar. Lembre-se de que escolher grandes marcas como Nike e Adidas pode facilitar o trabalho de revenda, já que as pessoas já conhecem os produtos.

Carvão mineral

Esse tipo de importação está concentrado em mercados industriais e seu público seriam as siderúrgicas e mineradoras. Mas, se você trabalha neste ramo, importar da China pode ser uma ótima opção a ser considerada, afinal é o segundo item no ranking de importação do mercado de lá.

Além desses produtos, você pode considerar também maquiagens, acessórios, bolsas, perfumes importados e até mesmo armações de óculos. Aos poucos, você encontrará vários produtos que se identificam com seu segmento de mercado e público-alvo.

Algumas dicas de como negociar com o mercado da China e fornecedores

Para ter mais vantagens ao importar e aumentar sua margem de lucro na hora de revender, separamos 7 dicas valiosas:

  1. Conheça muito bem os produtos que você deseja importar, pois isso permite que você faça uma busca mais refinada entre os fornecedores chineses e compare prazos de entrega, garantias, reputação do exportador, preços e opções de frete.
  2. Pechinche! Negociar é considerado uma verdadeira arte na China, mas seu fornecedor fará de tudo para que você aceite as primeiras alternativas que ele te oferecer e conclua logo a compra. Recue e pechinche, pois certamente você conseguirá um valor menor do que o oferecido inicialmente.
  3. Ao negociar diretamente com seu fornecedor, é importante que você conheça um pouco da cultura, geografia e costumes chineses, pois eles gostam de criar uma relação pessoal antes de concluir um negócio. Além disso, trocar presentes é um costume normal na negociação com os chineses e isso pode te garantir melhores condições e maiores descontos.
  4. A China faz parte da Organização Mundial do Comércio (OMC) e isso pode te dar vantagens como redução de barreiras tarifárias e não-tarifárias, subsídios e taxas de alguns produtos. Além de ter uma menor burocracia para grandes importações.
  5. Acompanhe sua compra. Se fizer importação utilizando transporte marítimo, lembre-se de que quanto mais rápido você conseguir desembaraçar e despachar sua mercadoria no porto, menores serão seus custos, pois o aluguel de um dia no porto é extremamente caro. Se utilizar serviços postais, verifique quando a mercadoria chegará e prepare-se para pagar os impostos alfandegários para a liberação dos produtos, pois isso te possibilitará um preço mais competitivo.
  6. Se você costuma fazer compras online em sites chineses, fique atento: nem todos os sites são bons. Busque maiores informações sobre os fornecedores, procure a reputação dele entre outros clientes e entre em contato primeiro por e-mail, Skype ou outros meios de comunicação que você preferir. Mas lembre-se: investigar seu fornecedor pode ser fundamental para o sucesso de uma importação.
  7. Se você está iniciando agora o seu negócio e quer importar da China, vá com calma. Faça pesquisas, conheça bem seu público e os produtos que ele deseja comprar; encontre seus fornecedores, pesquise e faça testes; evite investir tudo em um mesmo fornecedor e faça pequenas compras em vários, assim você encontrará aqueles que são mais confiáveis em questão de entrega, garantias, atendimento, preços, fretes, entre outros.

Publicado originalmente em http://chinagate.com.br/conheca-o-mercado-da-china-e-melhore-suas-importacoes/


Fonte: Artigos Administradores / Conheça o mercado da China e melhore suas importações

Os comentários estão fechados.