Consultoria empresarial para mais produtividade e competitividade

Consultoria empresarial para mais produtividade e competitividade

Qualquer empresa nacional para competir de fato não adianta apenas aplicar as mais modernas técnicas de gestão existentes e/ou adotar o ERP mais caro e famoso

Inicio este artigo citando uma frase do mestre dos mestres da administração moderna, “Peter Drucker”:

“Se você quer algo novo, você precisa parar de fazer algo velho”.

Fonte: http://www.jornaldoempreendedor.com.br/destaques/inspiracao/10-frases-de-peter-drucker-que-podem-mudar-a-sua-percepcao-de-mundo#.VgAVi5dxBso

 Neste contexto e sem disfarces uma empresa nacional para competir de fato não adianta apenas aplicar as mais modernas técnicas de gestão existentes e/ou adotar o ERP mais caro e famoso, pois ainda assim estará fazendo algo velho já que seus maiores e melhores concorrentes fizeram isto há mais tempo.

Eles criaram “algo novo” para merecidamente colherem resultados superiores.

É claro que os copiando ao implantar um novo ERP e/ou as modernas técnicas de gestão importadas, a empresa nacional terá um ganho de produtividade e competitividade frente a ela mesma e a alguns concorrentes nacionais, mas nunca frente a todos os concorrentes principalmente os maiores e melhores (internacionais).

“Se você quer algo novo, pare de fazer algo velho”, é o que todas as maiores e melhores empresas fizeram e fazem, é a receita do mestre seguida à risca por quem quer resultados superiores.

Mas qual seria o impacto de algo novo se ele for realmente inovador a nível mundial?

É possível ter uma ideia observando o que ocorreu com o Japão pós-guerra quando adotou o Target Costing, o algo novo os transformou numa das maiores potencias mundiais, ressaltando o fato de que o quadro geral inicial era terrível infinitamente pior do que o nosso atual.

Podemos imaginar o quão difícil foi, pois toda a inovação também é sinônimo de trabalho pesado, que isto fique bem claro principalmente aos empresários brasileiros, que na sua maioria pensam que basta assinar a contratação de uma consultoria empresarial externa que já pode “sair de férias”, pelo contrário.

Mas qual seria o algo novo que pode por exemplo compensar/amenizar os efeitos nefastos do Custo Brasil e de outros graves problemas que nossas empresas enfrentam?

A “Precificação Estratégica Pró-Ativa”, que é o algo novo comprovadamente eficaz que possibilita a qualquer empresa obter ganhos reais de produtividade e competitividade, pois sua base de conhecimentos ainda são desconhecidos internacionalmente, portanto nenhum concorrente internacional os aplica.

Nada comparável a qualquer um dos outros seis métodos de precificação existentes incluindo o Pricing, que também é importado e atualmente o mais recomendado apesar de abranger apenas os aspectos mercadológicos.

A “Precificação Estratégica Pró-Ativa” abrange tudo, mas também e principalmente os processos internos, fora que possui a propriedade de elevar exponencialmente os benefícios das outras técnicas gerenciais importadas, ou seja, a “Precificação Estratégica Pró-Ativa” uma vez implantada também potencializa os benefícios de todos os outros métodos de gestão importados, o que proporciona mais uma vantagem técnica em relação aos concorrentes internacionais.

Certa vez realizei uma demonstração prática para um dos maiores especialista em Pricing do país, através de um exemplo de uma empresa, onde realizo e simulo tudo o que se deve fazer para obter a maximização dos resultados. Ao final sua perplexidade foi contundente ao dizer: “nada disso do que apresentou o Pricing faz”.

Agora é o momento de citar outra frase de “Peter Drucker”:

“O que pode ser medido pode ser melhorado”

Fonte: http://www.jornaldoempreendedor.com.br/destaques/inspiracao/10-frases-de-peter-drucker-que-podem-mudar-a-sua-percepcao-de-mundo#.VgAVi5dxBso

Medir muito mais do que qualquer outro método de gestão consegue, é entre outras coisas o que a “Precificação Estratégica Pró-Ativa” faz, ampliando sensivelmente o que deve e pode ser medido e racionalizando sobremaneira os processos proporciona a “Excelência em Produtividade”, e o faz agindo inovadoramente nas 4 ciências (administração, economia, engenharia e marketing) o que provoca uma revolução nos horizontes dos resultados.

Portanto não se trata apenas de mais um método para formar preços e sim de uma nova forma estratégica de medir mais e principalmente melhor o que deve e pode ser medido para posteriormente ser melhorado já que todos os impactos são também e na hora dimensionados.

A “Precificação Estratégica Pró-Ativa” é composta pelas novas “Metodologias de Custeio Gerencial e de Precificação Gerencial”, que por sua vez são compostas por vários outros inovadores métodos.

É uma metodologia completa que modifica e envolve todo o ciclo operacional da empresa.

Apresenta-se como um software customizado, onde absolutamente tudo pode e deve ser simulado, e esta pró-ação de projetar os diversos cenários obtendo na hora os respectivos resultados é que facilita as tomadas de decisão, que leva a maximização do lucro e proporciona a excelência em produtividade.

Mas são as novas bases de conhecimentos os verdadeiros diferenciais, o algo novo que proporciona as reais vantagens competitivas.

Minha experiência de campo é de que em alguns casos os resultados obtidos permitiram a empresa cliente competir até com os preços CIF dos chineses, e na maioria dos casos os resultados no mínimo superam a perdas decorrentes do Custo Brasil.

As diferenças nos resultados ocorrem em função das improdutividades existentes nas empresas e seus mercados, quanto mais falhas existirem melhores resultados acontecem.

Assim nas empresas em que as improdutividades: nas horas paradas, nos outros 9 tempos, nas definições das matérias primas, nas demandas, nos processos produtivos, nas formas de custeio e de precificação são mais falhos logicamente os resultados são incríveis.

Não se iludam os que estão acostumados ou pensam que basta apertar um botão para que tudo aconteça, os resultados são obtidos sim face um comprometimento e um trabalho intensos.

Para as pessoas que esperavam apenas mais uma definição de Consultoria Empresarial sugiro que leiam o artigo “Consultoria Empresarial – Conceito e Etapas publicado no Portal Administração, http://www.portal-administracao.com/2015/01/consultoria-empresarial-conceito-e-etapas.html.


Fonte: Artigos Administradores / Consultoria empresarial para mais produtividade e competitividade

Os comentários estão fechados.