Crédito sustentável: o meio ambiente agradece

Crédito sustentável: o meio ambiente agradece

Discorre sobre a importância das informações socioambientais para ajudar na análise de fornecedores e de concessão de crédito

Poucos sabem ou conhecem, mas segundo a Lei 6.938/81 que trata da Política Nacional do Meio Ambiente e a Resolução 4327/2014 do BACEN que apresenta as diretrizes da Política de Responsabilidade Socioambiental para instituições financeiras é recomendável atentar para a aderência das empresas em relação à legislação ambiental no ato da concessão do crédito visando fornecer um crédito sustentável conforme reforça GRI (Global Report Initiative) e o IFC(International Finance Corporation – World Bank). 

Mas pesquisar informações socioambientais nos mais de 27 órgãos ambientais oficiais demanda bastante esforço, tempo e aumenta as chances de erros. 

Iniciativas, como a da startup www.dataagro.com.br, que disponibiliza uma plataforma (que pode ser acessada por tablets, celular e computadores) com uma base única de informações socioambientais como licenças, outorgas, áreas embargadas, áreas contaminadas, infrações, cadastro ambiental rural entre outras são consideradas inovadoras e que contribuem positivamente para a celeridade e confiabilidade nos processos de concessão de crédito para empresas que atuam com atividades potencialmente causadoras de degradação ambiental. 

Mais uma vez a iniciativa privada ocupando o espaço que é do governo. Informações são disponibilizadas pelos órgãos ambientais oficiais, o que é bom sinal, entretanto, não existe ainda uma padronização dos documentos ambientais conforme previsto em lei.

A lei ambiental menciona apenas três documentos de licenças, por exemplo, a saber: licença prévia, licença de instalação e licença de operação que são mais que suficientes.

Todavia, existem , nos órgãos ambientais oficiais, vários tipos de licenças e autorizações o que acabam por confundir as pessoas e empresas. 

Precisamos dizer ao IBAMA e ao MMA que é importante também a integridade e padronização da informação ambiental.

O meio ambiente agradece. Os cidadãos também!


Fonte: Artigos Administradores / Crédito sustentável: o meio ambiente agradece

Os comentários estão fechados.