Crescem ciberataques aos sites de governos, diz relatório

Crescem ciberataques aos sites de governos, diz relatório

Para se ter uma ideia, a violação da OPM foi a maior já registrada até o momento. Ela foi responsável pela exposição dos dados de aproximadamente 21 milhões de pessoas

Segundo o relatório “Um Aumento Incessante: Novos Hacks Ameaçam as Tecnologias Públicas”, realizado pela Trend Micro, o 2º trimestre deste ano mostrou o crescimento dos ataques no segundo trimestre deste ano e a evolução das ferramentas e métodos que podem ser utilizados para obter uma maior proteção no sistema da sua empresa.

“Observamos uma mudança no cenário, com criminosos cibernéticos cada vez mais sofisticados e criativos, ampliando os métodos de ataque e fazendo uso desses métodos de novas formas. A ameaça do crime cibernético já não pode ser percebida pela população. O trimestre demonstrou que o dano potencial causado por ataques cibernéticos se estende muito além de um bug de software para hackear aviões, carros inteligentes e estações de televisão”, disse Raimund Genes, CTO da Trend Micro. 

Algumas entidades governamentais já perceberam a importância da proteção e o grande impacto dos ataques cibernéticos como visto, por exemplo, no ataque ao Internal Revenue Service (IRS), em maio, e no Escritório Americano de Gestão de Pessoal (OPM), em junho.

Para se ter uma ideia, a violação da OPM foi a maior já registrada até o momento. Ela foi responsável pela exposição dos dados de aproximadamente 21 milhões de pessoas. 

O relatório apontou que os ataques costumam interromper serviços públicos como as redes de transmissão, aviões, sistemas veiculares automatizados e roteadores domésticos. Os responsáveis por cuidados contra ataques cibernéticos são entidades públicas e particulares de todo o mundo, como, por exemplo, a Interpol, Europol, o Departamento de Segurança Interna e o FBI, todos dos Estados Unidos.

Sites e dispositivos móveis sentem as ameaças de forma mais comum através de softwares instalados. No entanto, vulnerabilidades em sites da Web provaram ser tão perigosas quanto os apps. Portanto, cuidado! O relatório completo está disponível no site http://www.trendmicro.com.

 


Fonte: Notícias Administradores / Crescem ciberataques aos sites de governos, diz relatório

Os comentários estão fechados.