Crise: momento de renovar

Crise: momento de renovar

Precisamos iniciar a construção de uma nova sociedade humana, colaborativa, inovadora e empreendedora, para salvar o planeta.

Muito tem se falado sobre esta palavra no mundo e aqui no Brasil. Muitos justificam desempregos, insucesso nos negócios e falta de dinheiro, graças a famosa crise. O mantra dos empreendedores é de que na crise é que surgem oportunidades, então é colocar a mão na massa e aproveitar. Mas afinal qual o real impacto da crise no Brasil principalmente, porque aqui o momento é de crise financeira, causada talvez ou ampliada, pela crise política?

Vejo que realmente o cenário de negócios está prejudicado pelo momento do país e até do mundo. Paira uma grande nuvem negra sobre a terra. Muitas guerras, muita intolerância e coisas ruins vão acontecendo, e com a globalização, os países que não estão preparados, sofrem um maior impacto. Existe crise em todos os lugares e algumas só impactam o próprio país. Vejo que a maioria delas é causada pela ganância dos governantes e políticos que os acompanham, muita miséria no mundo e algumas pessoas, gastando muito com supérfluo.

Vejo que não precisava ser assim, mas a raça humana, desde que o mundo é mundo, sempre é a conquista dos mais favorecidos em detrimento dos menos favorecidos. Existe muito discurso e pouca prática em favor da grande classe de necessitados. Poucas pessoas e organizações fazem o bem, pensando na coletividade. A maioria diz fazer o bem, mas na prática está preocupada com os seus, sejam eles familiares, vizinhos, companheiro de partido ou cúmplices em roubar o dinheiro do povo.

Aqui no Brasil, temos vivido momentos turbulentos a anos, ocasionando o afastamento da Presidenta da República atual, o presidente da câmara e ex-Presidentes e políticos conhecidos e velhos de congresso sendo investigados nas operações de limpeza da corrupção no país. Isso assusta e afasta investidores que sentem uma instabilidade da governabilidade do país, exatamente onde se propõe e define as regras do jogo no mercado e no ambiente interno do Brasil.

Este aspecto contribui fortemente para a crise que vivemos, mas a má gestão do governo atual, juntamente com descobertas igualmente críticas de más ações no passado nos levou ao patamar de país quebrado, com soluções somente a longo prazo, fazendo tremer de vez a confiança do mercado externo que será muito importante ao Brasil por trazer novos investimentos, o famoso dinheiro novo. Precisamos mostrar que superamos os piores momentos, para que os olhos do mundo, voltem a confiar.

No aspecto interno, as empresas vão se ajeitando tentando superar este momento da melhor maneira possível, e a primeira providencia que nossos gestores e líderes de empresas fazem é demitir. Com isso, atingimos patamares que a muito não se via por estas bandas com percentuais de desemprego atingindo a marca de quase 12% no mercado. E aí é bola de neve, as pessoas sem emprego param ou diminuem de consumir e o comércio para de vender e as indústrias diminuem suas produções e ambas vão demitindo mais e mais.

Agora se confirma que seria importante termos aproveitado o melhor momento para investir em Educação, investir na melhoria de nossa produtividade e da alta performance e também de capacitar nossos líderes e novos jovens líderes a se preparem para este momento. Não fizemos isso, então agora não temos pessoas capacitadas para suprir a mão-de-obra qualificada que precisamos, não temos um grau de inovação tão necessário neste momento para criar novas alternativas no mercado e não temos características e nem empreendedores preparados para criar novos negócios e ajudar o país e as pessoas a saírem desta situação.

Já passou da hora de criarmos um movimento de uma nova maneira de se preparar nossas crianças nas escolas para a vida prática nas empresas, mudar o que se aprende e pouco se acrescenta para o trabalho produtivo e de alta performance. Precisamos investir em qualificar a mão-de-obra para trabalhos mais nobres e eficazes, precisamos incentivar os processos produtivos inovadores, e precisamos dar maiores apoios aos novos empreendedores que querem ajudar com suas ideias e novos negócios.

Portanto está na hora de revermos o conceito de modo de pensar e de viver. Precisamos ter a consciência que não adianta uma pessoa apenas ganhar, precisamos todos avançarmos para uma sociedade melhor e para isso, as pessoas em seus lares, e principalmente governantes e políticos devem estancar esta política de dar para receber votos e depois levar o dinheiro do povo para casa, e a população deve estar mais atenta a este processo de angariar votos, que não leva o país aos patamares de cima da linha de pobreza.

Vamos juntos mudar esta situação.


Fonte: Artigos Administradores / Crise: momento de renovar

Os comentários estão fechados.