Crise: seu foco está no problema ou na solução?

Crise: seu foco está no problema ou na solução?

Em meio a crise atual, temos 13 milhões de desempregados e perto de 90 milhões de ocupados no Brasil. Onde você colocaria seu foco? No problema ou na solução? Veja nesse artigo, uma história que ilustra essa dúvida!

Dia desses, após ministrar palestra, saí para jantar com meu contratante. Fomos, segundo ele, para o melhor restaurante da cidade. Eram umas 22:30 da sexta-feira e o restaurante, assim como todos os barzinhos da rua, estava entupido. No interior, aquele burburinho de gente feliz e sem preocupação aparente com os problemas da vida.

Rapidamente o elegante maitre apareceu com o menu e a carta de vinhos. Meu anfitrião me convidou para um vinho – que prontamente aceitei – enquanto passava os olhos pelo cardápio para decidir o prato. Sorvemos o vinho muito bem escolhido, degustei um bem preparado filet ao poivre, sobremesa, café e licor digestivo. E a casa, lotada, continuava a receber novos clientes.

Conversamos sobre diversos assuntos, até que ele, referindo-se a casa lotada, comentou. E aí palestrante Nelson Gonçalves, cadê a crise? Restaurantes lotados, barzinhos lotados, shows lotados. Pra beber, comer e se divertir não tem crise mesmo viu?! Completou.

Então, ofereci uma explicação simples, obvia, mas que boa parcela do empresariado não tem observado com o devido rigor na hora de planejar ações de marketing e recursos humanos, contingenciando, sobremaneira, investimentos em mídia, treinamentos e capacitação do time: 85% ou mais, da população economicamente ativa continua trabalhando, recebendo salários, empreendendo e produzindo riqueza. São essas pessoas que continuam na rua, comendo, bebendo, se divertindo e comprando roupas, calçados, perfumes, geladeiras, carros, viagens, apartamentos. Talvez com mais parcimônia, mas pedalando a economia.

A crise existe e é muito braba. Mas não atinge todo mundo e nem tem a mesma intensidade em todos os setores. Muitos estão crescendo como nunca. E mesmo aonde ela chegou pra valer, tem player driblando-a com ações inovadoras, criatividade, reposicionamento ou fortalecimento de marca, reavaliação do mark-up e turbinando mais que nunca os soldados do enfrentamento: o time de vendas e atendimento ao cliente.

 Em momentos onde a economia deteriora, a inflação cresce, os preços sobem e o dinheiro encolhe, os que o têm ficam mais seletivos e criteriosos e é por isso que uma boa gestão de vendas e atendimento ao cliente pode fazer toda a diferença entre sucumbir e atravessar vivo essa crise.

Dez perguntas para refletir:

  • Onde está seu foco e as suas apostas? Nos 10% de desempregados ou nos 90% que continuam trabalhando, produzindo e consumindo?
  • Seus vendedores e atendentes compõem um TIME, uma FORÇA DE VENDAS?
  • Quando foi a ultima vez que você contratou um palestrante para TURBINAR o moral da turma?
  • Sua empresa é um lugar de gente feliz? Seus colaboradores sentem prazer em pular da cama e ir para o trabalho?
  • Quantos clientes você atende por mês? Quantos efetivamente compram e voltam?
  • Quantos clientes você atende para fechar uma venda?
  • Você sabe quem são os seus clientes? Onde moram, onde trabalham?
  • Você faz CRM? tem o número do whatsap dos seus clientes?
  • Você usa as redes sociais para atrair e fidelizar clientes?
  • Quem ganha mais na sua empresa? O advogado ou os vendedores?

Reflita com honestidade e, se possível, aja. A crise vai passar – todas passaram – e depende de você e das suas escolhas sair fortalecido ou quebrado. Pra onde você vai apontar suas armas?


Fonte: Artigos Administradores / Crise: seu foco está no problema ou na solução?

Os comentários estão fechados.