Cuidado! 3 provas que o carnaval vai ferrar sua vida

Cuidado! 3 provas que o carnaval vai ferrar sua vida

Quer resultados duferentes? Pense diferente!

“Mas Dener, qual o problema do Carnaval? Todo mundo vai parar para curtir.” Esse é o problema, se liga:

1. Faça o que todos fazem e obtenha os mesmos resultados:

Se você pesquisar um pouco sobre persuasão e psicologia comportamental descobrira que nós – como seres humanos inconscientes – não questionamos o inquestionável. Somos condicionados a crer no senso comum sem repensar o status quo. Sem repensar momentos como, o Carnaval.

Poucos questionam esses tipos de “compromissos sociais” e muitos vivem a vida como se isso fosse uma obrigação inquestionável.

– “Como assim você não vai parar de trabalhar no Carnaval? Isso é impossível, todo mundo tem que parar!”
Why not? Quem disse!?

A melhor resolução para essa questão é: se você está em busca do sucesso, todo o seu foco deve estar em atingir seus objetivos. Um foco que a maioria das pessoas não tem.

Pessoas que não atingem grandes resultados dentro de seus objetivos são as mesmas pessoas que não questionam este tipo de “obrigação social”.

Se você pretende ter resultados diferentes da maioria, faça coisas diferentes.

Questione o inquestionável!

2. “Tá na idade de curtir!”

Tenho 21 anos e empreendo desde os 14. Funde minha atual empresa com 18 anos. Uma das grandes barreiras que tive que ultrapassar foi a dos “amigos”.

Pessoas da mesma idade que eu questionavam o fato de eu trabalhar e estudar demais. Ouvi diversas vezes “Nós tamo na idade de curtir!”.

Sempre questionei isso, graças a uma história do Will Smith – um dos caras que mais admiro.

No início da minha carreira, pesquisei a história dele, – que me inspirou – e lembro muito bem do trecho de uma entrevista que assisti com ele. Quando a jornalista o perguntou:

Como você chegou tão longe, tão cedo?

Will Smith disse: “Quanto eu era jovem, enquanto as pessoas da minha idade se dedicavam a curtir e namorar, eu me dedicava a trabalhar e estudar em dobro. Assim, atingi meus objetivos na metade do tempo”.
Isso me fez refletir muito.

Acredito que nossa cultura nos induz a viver uma vida com momentos de “rockstar” no período dos 18 aos 25 anos. Como se tivéssemos a obrigação de “fazer festa” nesse período da vida, para somente depois conseguir um emprego – talvez só depois de graduado – para então trabalhar durante 35 anos, se aposentar, e morrer.

Não quero trabalhar uma vida inteira para me aposentar com um rendimento razoável para sobreviver. Quero me dedicar enquanto sou jovem, tenho força e possibilidade de correr mais riscos, trabalhando para construir algo grande, e talvez, ainda antes dos 30 anos já ter atingido minha liberdade financeira.

E então poder desenvolver projetos que me realizem como pessoa. Não somente por dinheiro.
Se você simpatiza com essa ideia, sugiro questionar o inquestionável..

3. Prioridades

Você tem que ter muito claro em sua mente quais são suas prioridades. A maioria das pessoas não têm claros objetivos, deixando distrações de entretenimento social estragar o seu “corre” para um futuro mais abundante e próspero.

Quando você tem clareza sobre seu projeto de vida – e sabe que vai demandar grandes esforços no PRESENTE – certamente estará disposto a sacrificar momentos fúteis em prol deste projeto.

Tenho certeza que compensará ter abrido mão de “axés no litoral”, “sambas no sambódromo” e “pagodes na laje” para – um dia – desfrutar de momentos inesquecíveis em lugares incríveis.

Compartilho minhas conclusões com você: não deixe a massa tímida e amena, que apenas “segue a boiada”, fazer você perder o foco na sua missão.

– think different.


Fonte: Artigos Administradores / Cuidado! 3 provas que o carnaval vai ferrar sua vida

Os comentários estão fechados.