Desenvolvimento pessoal e profissional através da inteligência emocional

Desenvolvimento pessoal e profissional através da inteligência emocional

A inteligência emocional é um tema de crescente interesse, principalmente nos estudos de psicologia e no mundo dos negócios. O interesse ainda é maior quando se considera a dinâmica do mundo contemporâneo e a necessidade de adaptação e desempenho pessoal e profissional

A Inteligência emocional é um tema de crescente interesse, principalmente nos estudos de psicologia e no mundo dos negócios. O interesse ainda é maior quando se considera a dinâmica do mundo contemporâneo e a necessidade de adaptação e desempenho pessoal e profissional1. Assim como outras teorias, considera-se que o bem-estar do indivíduo através do controle emocional é capaz de caracterizá-lo suficiente ou insuficiente para exercer determinadas funções.

Devido a Inteligência e a Emoção serem dois temas bastante difundidos desde o séc. XIX2, existem na literatura algumas controvérsias quanto aos precursores desta teoria, o mais indicado e aceito pela maioria dos pesquisadores é que o estudo da Inteligência emocional foi tratado pela primeira vez em com esta terminologia em 1990 por Salovey e Mayer1, trazendo para o campo das teorias comportamentais um importante agregado no desenvolvimento emocional e comportamental do indivíduo.

Na teoria da Inteligência Emocional é possível se desenvolver a capacidade de compreender as emoções de maneira inter e intrapessoal, compreendendo as emoções que regem tanto as atitudes pessoais quanto as atitudes dos outros, fornecendo ferramentas para que o individuo possa racionalizar, compreender e principalmente controlar as emoções que impactam direta ou indiretamente as ações dos indivíduos e dos outros. Desta feita, entende-se que o controle, estudo e desenvolvimento da Inteligência Emocional é fundamental para o sucesso global, pois apenas compreendendo as emoções que envolvem a atitude individual e a dos outros é possível se tomar atitudes racionalizadas e constantemente obter sucesso nas relações.

REFERÊNCIAS

 1-    COSTA, Ana Cristina Fontes  E FARIA, Luísa Maria Soares. Avaliação da inteligência emocional: a relação entre medidas de desempenho e de autorrelato. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. 2014, vol.30, n.3, pp. 339-346. ISSN 0102-3772.

2-    SIQUEIRA, Mirlene Maria Matias; BARBOSA, Nilton Cesar e ALVES, Matianny Thyssen. Construção e validação fatorial de uma medida de inteligência emocional. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. 1999, vol.15, n.2, pp. 143-152. ISSN 0102-3772.

3-    GONZAGA, Alessandra Rodrigues  and  MONTEIRO, Janine Kieling. Inteligência emocional no Brasil: um panorama da pesquisa científica. Psic.: Teor. e Pesq. [online]. 2011, vol.27, n.2, pp. 225-232. ISSN 0102-3772. 


Fonte: Artigos Administradores / Desenvolvimento pessoal e profissional através da inteligência emocional

Os comentários estão fechados.