Desenvolvimento sustentável

Desenvolvimento sustentável

A ANEEL amplia foco na disseminação do uso de energias renováveis

A sustentabilidade é um conceito que está atualmente “na moda”!

E vem sendo cada vez mais implementado pela sociedade (cidadãos, empresas e governo) em busca de harmonizar as práticas desenvolvimentistas com a preocupação de causar o mínimo de impacto à vida.

O governo, por meio da Aneel, tem fomentado a ampliação do uso de fontes de energia renováveis com destaque à energia eólica e energia solar.

A Resolução Normativa nº 482/2012 da ANEEL estabelece o Sistema de Compensação de Energia Elétrica que permite que o consumidor instale pequenos geradores (painéis solares fotovoltaicos e microturbinas eólicas entre outros) em sua unidade habitacional ou empresarial para que a energia excedente gerada possa ser fornecida à distribuidora local com objetivo de reduzir o valor da sua fatura de energia elétrica.

A norma também menciona sobre a possibilidade de instalação de geração distribuída em condomínios (empreendimentos com múltiplas unidades consumidoras). Nesses casos a energia gerada pode ser repartida entre os condôminos em porcentagens definidas pelo próprio condomínio.

Evidente que – por conta dos custos de infraestrutura das linhas de transmissão, postes, fios e demais equipamentos necessários para que a energia dessas distribuidoras cheguem aos consumidores – não é ainda possível “zerar” a sua conta de energia elétrica. Mas é um alento saber que você pagará menos pela energia elétrica e contribuirá com o país gerando também energia.

Um destaque positivo é que o governo federal estuda permitir utilizar parte do saldo do FGTS ou linha de crédito do BNDES para aquisição de equipamentos ou kits de energia renovável bem como isenção dos impostos de importação sobre produtos dessa natureza. Isso não está em vigor ainda, mas é provável que seja implementado em breve!

Muito interessante, não?


Fonte: Artigos Administradores / Desenvolvimento sustentável

Os comentários estão fechados.