Doccloud alcança receita de R$ 5 milhões em apenas três anos de operação

Em 2013, primeiro ano de atividade da certificadora digital, ofaturamento foi de cerca de R$ 150 mil. Entre outros fatores, ocrescimento é atribuído a uma_ _agenda de governo que incentiva o usoda assinatura eletrônica.Valendo-se do crescimento do setor de certificação digital e deestratégias de expansão de sua rede de atendimento, em menos de trêsanos, a Doccloud saltou de um faturamento de pouco mais de R$150 milpara R$ 5 milhões.

Isso porque, a assinatura eletrônica, como meio deconfirmar a autenticidade de documentos e declarações, passou a serobrigatória na rotina das grandes, médias e pequenas empresas, em todoo País.A tecnologia cria uma identidade eletrônica com dados protegidos porchaves criptografadas, que comprovam quem fez uma determinadatransação no sistema, podendo ser utilizada por empresas e pessoasfísicas. Segurança e celeridade operacionais, além da redução decustos, principalmente os relacionados com deslocamentos eautenticações, são algumas das vantagens atribuídas ao registrodigital.

“Esse é um mercado bastante promissor e, embora concentregrandes grupos, se mostra viável também para empresas pequenas. Tantoé assim que, hoje, buscamos parceiros para expandir o negócio emcertificação digital”, afirma Renato Teixeira, diretor decomunicação da Doccloud.Fundada em 2012, a Doccloud iniciou suas atividades como Ponto deAtendimento para emissão de certificados digitais e, em sete meses,tornou-se uma Autoridade de Registro, passando a atuar com múltiplospontos de atendimento (são 350 credenciados). Em 2015, a empresa setornou Autoridade Certificadora e, agora, encontra-se em franco processode expansão com oportunidades para parceiros empreendedores gerenciaremnovos pontos de atendimento em todo o País.MERCADO TRILHONÁRIOPara se ter ideia desse mercado, ano passado foram movimentados R$ 6trilhões e emitidos mais de 5 milhões de certificados. Até o final doano, a Doccloud quer expandir em 50% o número de pontos físicos ecertificar pelo menos 15 mil novas assinaturas eletrônicas por mês. Aestratégia da Doccloud para ganhar market share é oferecer altacapacidade operacional para emissão de certificados no mesmo dia doatendimento. Isso é possível graças ao moderno parque tecnológico daempresa, com infraestrutura de última geração, gerenciamentocustomizado e com suporte avançado, que põe fim a distância física,evita fraudes, falsificações e permite que um maior número deserviços eletrônicos seja realizado com absoluta segurança.EXPANSÃO DA REDENovos parceiros empreendedores podem gerenciar negócios própriosimplantando Pontos de Atendimento Doccloud em todo País.

As oportunidades refletem o importante histórico de crescimento daempresa, que conseguiu se estruturar rapidamente e com tecnologia deponta.”Oferecemos modalidades a partir de R$ 8 mil para investidores quequerem ser um parceiro Doccloud e fixar um ponto físico de atendimento.Para cada nível de investimento, desenvolvemos um plano de negócioespecífico, visando a rentabilidade e o retorno do investimento”,explica Teixeira.Segundo o diretor de comunicação da empresa, o primeiro passo para serum Ponto de Atendimento da Doccloud é fazer o treinamento de Agente deRegistro, que a própria empresa oferece como ensino a distancia.SOBRE A DOCCLOUDA Doccloud é uma empresa especializada em certificação digital, queatua como Autoridade Certificadora homologada pelo Instituto Nacional deTecnologia da Informação (ITI) e pela Receita Federal. Fundada em2012, a empresa encontra-se em pleno processo de expansão comoportunidades para parceiros empreendedores gerenciarem novos pontos emtodo o País. Com 350 pontos de atendimento espalhados pelo Brasil, aDoccloud garante celeridade, autenticidade e segurança nas transaçõeseletrônicas pessoais e de empresas dos mais diversos ramos deatividade. Site: https://www.acdoccloud.com.br/

 

O post Doccloud alcança receita de R$ 5 milhões em apenas três anos de operação apareceu primeiro em Novo Empreendedor.


Fonte: Novo Empreendedor / Doccloud alcança receita de R$ 5 milhões em apenas três anos de operação

Os comentários estão fechados.