DRE contábil | um raio X poderoso

DRE contábil | um raio X poderoso

Vamos abordar neste artigo uma poderosa ferramenta, a DRE (demonstração do resultado do exercício), vamos ver o detalhamento de cada linha deste importante demonstrativo contábil

Você já deve ter ouvido falar desta sigla DRE, alguns mais jovens devem achar que é um cantor, outros simplesmente nem imaginam do que se trata.

                       

DRE é a sigla para:

 

Demonstração do

Resultado do

Exercício

 

Não???

 

Não se preocupe então, continue lendo este artigo que daremos um rápido guia sobre DRE.

 

A Demonstração do Resultado do Exercício nada mais é do que o resultado obtido por uma empresa em um determinado período (= exercício), tendo assim o diagnóstico de lucro $$$$ ou prejuízo :´( .

A DRE também evidencia os custos (aquilo que está ligado intimamente à produção do produto) e despesas da empresa.

 

Simplificando na prática:

Receita = R$ 100,00 (venda de produtos)

Despesas = – R$ 25,00 (materiais)

Resultado = + R$ 75,00

 

Fácil não? Obviamente que uma empresa vai muito além desta simples operação, existem muitos outros fatores envolvidos dentro da DRE, mas isso evidencia o mecanismo da demonstração (dinheiro que entrou, depois o dinheiro que saiu com as despesas e por fim o dinheiro que sobrou).

Acho que já podemos dificultar um pouco, certo?

Vejamos a DRE abaixo:

Demonstração do Resultado

31/12/2015

31/12/2014

31/12/2013

Receita de Venda de Bens e/ou Serviços

     

Receita líquida com venda de mercadorias

     

Receita líquida com produtos e serviços financeiros

694,30

574,2

456,5

Custo dos Bens e/ou Serviços Vendidos

-2.511,40

-2.165,90

-1.867,60

Resultado Bruto

     

Despesas/Receitas Operacionais

-2.700,60

-2.248,90

-1.852,30

Resultado Antes do Resultado Financeiro e dos Tributos

933,30

802

650,4

Resultado Financeiro

-104,60

-93,9

-67,7

Resultado Antes dos Tributos sobre o Lucro

828,70

708,2

582,7

Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro

-249,80

-236,8

-175,3

Resultado Líquido das Operações Continuadas

578,80

471,4

407,4

Resultado Líquido de Operações Descontinuadas

0,0 M

0

0

Lucro/Prejuízo Consolidado do Período

578,80

471,4

407,4

Lucro por Ação – (Reais / Ação)

 

Aumentou um pouquinho a dificuldade, certo?

Continue lendo este artigo que nós vamos juntos desvendar o porquê da DRE ser um RAIO-X PODEROSO.

 

 

Podemos notar que a estrutura não muda em nada com relação ao nosso primeiro exemplo, basicamente na primeira linha vemos Receita total, tirando logo abaixo Custo dos Bens e encontramos o Resultado Bruto.

Claro que você deve estar notando que existem outras contas dentro deste demonstrativo, por isso indico a você que leia outro artigo, GUIA RÁPIDO PARA DRE, assim facilita a sua vida nessa poderosa ferramenta.

Seguindo em frente, um dos pontos primordiais para a análise de um DRE não é apenas notar se a empresa está dando Lucro ou Prejuízo, e sim notar a evolução dos seus dados, por isso coloquei para você as DREs de 2010 até 2015, porque assim vamos poder verificar com maior detalhamento o que está ocorrendo com esta empresa.

Para isso temos duas maneiras muito simples de análise de DRE:

  1. Análise Horizontal

 

A análise horizontal é muito útil para a identificação de variáveis nas DREs de uma mesma empresa só que em exercícios diferentes. Com esta análise identificamos quais contas aumentaram ou diminuíram ao longo do tempo, veja o exemplo a seguir:

 

Demonstração do Resultado

31/12/2015

Var%

31/12/2014

Var%

31/12/2013

Var%

Receita de Venda de Bens e/ou Serviços

 

100%

 

85%

 

71%

Receita líquida com venda de mercadorias

 

100%

 

85%

 

72%

Receita líquida com produtos e serviços financeiros

694,30

100%

574,2

83%

456,5

66%

Custo dos Bens e/ou Serviços Vendidos

-2.511,40

100%

-2.165,90

86%

-1.867,60

74%

Resultado Bruto

 

100%

 

84%

 

69%

Despesas/Receitas Operacionais

-2.700,60

100%

-2.248,90

83%

-1.852,30

69%

Resultado Antes do Resultado Financeiro e dos Tributos

933,30

100%

802

86%

650,4

70%

Resultado Financeiro

-104,60

100%

-93,9

90%

-67,7

65%

Resultado Antes dos Tributos sobre o Lucro

828,70

100%

708,2

85%

582,7

70%

Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro

-249,80

100%

-236,8

95%

-175,3

70%

Resultado Líquido das Operações Continuadas

578,80

100%

471,4

81%

407,4

70%

Resultado Líquido de Operações Descontinuadas

0,0 M

0%

0

0%

0

0%

Lucro/Prejuízo Consolidado do Período

578,80

100%

471,4

81%

407,4

70%

Lucro por Ação – (Reais / Ação)

 

Neste exemplo tomamos como base o ano de 2015, identificando assim a % com relação a este ano.

 

Note neste exemplo que a empresa que estamos analisando é sólida, pois as suas contas indicam um crescimento gradual, veja que em 2013 a receita teve uma representatividade de 71% frente 2015, isso demonstra um crescimento sólido já que as demais contas acompanharam esta mesma evolução.

Este tipo de conclusão só seria possível com a Análise Horizontal.

 

  1. Análise Vertical

Na Análise Vertical ao invés de compararmos períodos diferentes da empresa como na Análise Horizontal, desta vez iremos identificar a variação percentual de uma linha à outra.

Vejamos o exemplo a seguir:

Demonstração do Resultado

31/12/2015

Part%

31/12/2014

Part%

31/12/2013

Part%

Receita de Venda de Bens e/ou Serviços

 

100%

 

100%

 

100%

Receita líquida com venda de mercadorias

 

89%

 

89%

 

90%

Receita líquida com produtos e serviços financeiros

694,30

11%

574,2

11%

456,5

10%

Custo dos Bens e/ou Serviços Vendidos

-2.511,40

-41%

-2.165,90

-42%

-1.867,60

-43%

Resultado Bruto

 

59%

 

58%

 

57%

Despesas/Receitas Operacionais

-2.700,60

-44%

-2.248,90

-43%

-1.852,30

-42%

Resultado Antes do Resultado Financeiro e dos Tributos

933,30

15%

802

15%

650,4

15%

Resultado Financeiro

-104,60

-2%

-93,9

-2%

-67,7

-2%

Resultado Antes dos Tributos sobre o Lucro

828,70

13%

708,2

14%

582,7

13%

Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro

-249,80

-4%

-236,8

-5%

-175,3

-4%

Resultado Líquido das Operações Continuadas

578,80

9%

471,4

9%

407,4

9%

Resultado Líquido de Operações Descontinuadas

0,0 M

0%

0

0%

0

0%

Lucro/Prejuízo Consolidado do Período

578,80

9%

471,4

9%

407,4

9%

Lucro por Ação – (Reais / Ação)

 

Notem como essa análise complementa o que havíamos percebido na análise horizontal.

Percebemos que as variações de uma linha a outra são muito pequenas, mas podemos também identificar que seus índices de custos estão reduzindo, veja aqui:

  • Em 2013 – 43%
  • Em 2014 – 42%
  • Em 2015 – 41%

Com estes números podemos facilmente notar uma tendência contínua desta empresa de tentar reduzir seus custos para obtenção de melhores resultados. Essa tendência fica mais evidente se levarmos em consideração o Resultado Bruto:

  • Em 2013 – 57%
  • Em 2014 – 58%
  • Em 2015 – 59% 

Você notou quantas informações nós tiramos do DRE com simples ‘‘continhas’’ de dividir?

Pudemos identificar o potencial desta empresa somente analisando o DRE, por isso que eu chamo o DRE contábil de um RAIO-X PODEROSO, através dele vimos a evolução desta empresa com seus índices sólidos e sua busca pela redução de custos.

Acredito que agora seja a sua vez de tentar fazer este Raio-X. Escolha um DRE no Econoinfo e veja como é simples de se analisar uma empresa através do DRE.


Fonte: Artigos Administradores / DRE contábil | um raio X poderoso

Os comentários estão fechados.