Dúvidas sobre seguro de vida individual?

Dúvidas sobre seguro de vida individual?

O que saber antes de fechar um contrato com uma seguradora ou corretor

O que é seguro de vida?

Trata-se de um contrato, normalmente de longo prazo, com seguradoras para garantir a segurança e tranquilidade financeira dos beneficiários nomeados pelo cliente na contratação da proposta de seguro. O seguro é composto por uma cobertura básica que normalmente é de morte natural e coberturas opcionais caso sejam contratas pelo cliente. A seguradora pagará o benefício no evento morte do segurado aos beneficiários ou pagará o benefício também em vida ao próprio segurado, caso este venha sofrer uma situação adversa como uma invalidez, doença grave, internação, afastamento temporário do trabalho, despesas médicas, entre outros.

Como o seguro é calculado?

Diferente de um produto financeiro onde  para se obter um resultado basta um cálculo financeiro, o seguro de vida possui algumas varíaveis que compõem o cálculo. Partindo do principio que o cálculo é um cálculo atuarial, normalmente, são os departamentos de underwriting que precificam o seguro, ou seja, existe uma tábua atuarial que contempla a expectativa de vida das pessoas, mortalidade, riscos, etc. Via de regra o que precifica o seguro é a idade e a saúde da pessoa. Vale lembrar que alguns seguros de vida possuem enquadramento etário, onde encarece o prêmio do seguro à medida em que a pessoa fica mais velha e também existem os que não possuem enquadramento etário, ou seja, somente são atualizados pelo indexador de preços anual que normalmente é o IPCA 

Quem eu posso escolher para ser beneficiário? 

A escolha do beneficiário é totalmente livre, mesmo que não seja uma pessoa da sua família. Quando acontece de o beneficiário nomeado não ser um membro da família as seguradoras pedem no máximo uma declaração do segurado para justificar a nomeação. A troca de beneficiários também é livre durante o período de vigência da apólice. 

O que acontece se não houver indicação?

Na falta de indicação de beneficiários, o capital segurado a ser pago será destinado em 50% para o cônjuge legal e 50% aos herdeiros legais do casal. No caso de um solteiro será obedecida a ordem de vocação hereditária. É comum se nomear beneficiários no ato da assinatura da proposta de seguro, mas a nomeação também poderá ser feita durante a vigência do seguro.

Qual a diferença entre o seguro de vida e o seguro de acidentes pessoais?

o Seguro de vida contemplará os beneficiários no caso da “morte” natural e acidental do segurado enquanto o seguro de acidentes pessoais, contempla os beneficiários no caso da morte do segurado em decorrência de acidentes e ao próprio segurado também em decorrência de acidentes. Como exemplo, seguro de invalidez parcial ou total por acidente. 

Sempre que fizer um contrato financeiro devo adquirir um seguro de vida?

É aconselhável, porém, não obrigado. Ao contrair um contrato financeiro de longo prazo, um financiamento de imóvel por exemplo, o prazo para pagamento do contrato é muito longo, sendo assim, aconselha-se fazer um seguro de vida para que em uma eventual falta do responsável financeiro pelo contrato, o capital segurado do seguro seja suficiente para cobrir o saldo devedor do contrato de financiamento. Hoje em dia os bancos já o fazem, para se precaver no caso da morte do responsável financeiro já embutem o seguro para se resguardarem de uma possível falta de pagamento do contrato. Essa prática não é obrigatória, mas normalmente o tomador do financiamento acaba aceitando e assinando o seguro juntamente com o contrato do financiamento. Atente-se no momento da contratação do seu contrato financeiro as condições gerais do mesmo.

Porque devo ter um seguro de vida? 

O seguro de vida é um ativo de liquidez imediata e é o único produto que pode te guardar de imprevistos que possam surgir mantendo o seu padrão e qualidade de vida. 

Se o beneficiário não quiser receber o seguro de vida, quem recebe ?

Caso o beneficiário seja indicado na apólice e não queira receber, o valor será destinado ao beneficiários seguindo a ordem de vocação hereditária, ou seja, cônjuge e filhos, pai e mãe, etc.

 Publicado originalmente em http://www.syseguros.com.br/pagina/seguro-de-vida-individual/26/

 


Fonte: Artigos Administradores / Dúvidas sobre seguro de vida individual?

Os comentários estão fechados.