E mais uma vez não vamos fazer nada

E mais uma vez não vamos fazer nada

Todo mundo quietinho, acordou cedo, foi para sua empresa e trabalha, trabalha, trabalha, pra quê? Estamos colocando cada vez menos dinheiro no bolso porque nosso governo incompetente precisa fechar as contas de uma forma ou de outra

Ontem dia 1 de setembro o Governo Federal anunciou o aumento dos impostos e tributos . Alguém pode até argumentar dizendo que o aumento vai atingir apenas alguns produtos supérfluos como smartphones, vinhos, bebidas, mas com toda sinceridade eu acredito que seja apenas o início, porque o Déficit divulgado pode ser ainda maior do que foi repassado a população. E cá entre nós, infelizmente todo nós sabemos que se tem uma coisa que o Governo faz com excelência é mentir bem, talvez esse número poderá chegar ao triplo do que foi falado, eu não duvido.

E ontem quando foi anunciado eu não ouvi nenhuma panela nem tive notícia que aconteceu em algum lugar pelo país. Só se bate panela quando a presidente aparece na televisão? Vocês estão achando que essa crise é apenas política? As pessoas precisam entender e se interessar mais por economia. Existe sim um problema em função da má gestão e distribuição de recursos dos nossos políticos, mas os impostos são aumentados e nós (trouxas) vamos ficar calados mais uma vez como sempre fizemos?

Todo mundo quietinho, acordou cedo, foi para sua empresa e trabalha, trabalha, trabalha, pra que? Estamos colocando cada vez menos dinheiro no bolso porque nosso governo incompetente precisa fechar as contas de uma forma ou de outra.  A verdade é que os empresários estão cada vez mais cansados, não aguentamos mais pagar impostos. Falo isso com toda convicção porque faço parte deste grupo de pessoas que lutam diariamente para trabalhar honestamente e pagar seus impostos, mas que já não está mais suportando o fardo que está pesado demais. Quem quer andar no caminho certo precisa vencer tantos, mas tantos obstáculos que sinceramente chega uma hora que desanima.

Acorda gente! Não vi ninguém se rebelar, falar nada, fazer nenhum barulho! Precisamos parar de ir contra efetivamente da política e pensar na economia porque é justamente ela que atinge diretamente o nosso bolso. Pra mim pouco importa os partidos políticos, nossa política está podre e não vai mudar tão cedo. E aí, todo mundo vai continuar calado, parado?

Para deixar o cenário ainda mais desfavorável é o repasse das novas alíquotas que entrarão em vigor em dezembro e vão impactar 56 setores da econômica com o aumento de tributos, folha de pagamento e principalmente no setor de T.I.

No meio de tantas notícias ruins a única boa é que ontem também o plenário aprovou a ampliação do super simples. É um trabalho forte e dedicado do Ministro Guilherme Afif, 417 votos, emenda do João Arruda que é um projeto de lei complementar que reformula o super simples. Uma das mudanças feitas é a ampliação do número de empresas que poderão entrar neste tributo atendendo também os pequenos empresários que no próximo dia 5 poderá comemorar, não da forma que a gente queria, mas já é um avanço.  Principalmente em meio a tantas notícias que contribuem para nós desestimular.

Será que vamos ter que parar de pagar os impostos para este governo acordar?

Passem bem.


Fonte: Artigos Administradores / E mais uma vez não vamos fazer nada

Os comentários estão fechados.