Então, o que te faz permanecer?

Então, o que te faz permanecer?

“Não ter razão para ficar, é uma ótima razão para ir.”

Refletindo um pouco sobre mudanças, satisfação pessoal, a busca por algo novo, mas também, sobre a paralização da permanência…

No dia a dia da profissão de coach, sempre recebemos como insumo de trabalho uma meta que provoca a saída de alguém de um ponto para outro, isso gera mudança. Cada um traz consigo uma demanda, uma realidade de vida específica e um desejo pessoal. Uns querem mudar de profissão, outros querem deixar de fumar, alguns querem emagrecer, tantos outros querem recolocação no mercado de trabalho, mas sempre querem mudar, sair de um ponto para outro melhor, em busca da satisfação pessoal. No entanto, observo também, no meu dia a dia, entre uma conversa e outra, com colegas, pessoas que passam por mim, família, amigos, etc., alguém que não quer mudar. Isso me intriga muito, pois, como coach eu trabalho provocando mudanças. A minha missão profissional e de vida é transformar as pessoas no melhor que elas puderem ser através do coaching, isso é mudança! Quando vejo alguém que não está confortável, satisfeito e pleno com o que tem, eu me pergunto o que o faz permanecer onde está?

Conheço muitas pessoas, gosto muito de conversar e me interesso bastante pela realidade de cada um, por isso, acabo entrando de certa maneira em suas vidas, oferecendo o coaching como meio de alcançarem seus objetivos. Alguém certa feita andou reclamando comigo sobre o seu trabalho, que não se sentia reconhecido e que não via razão para estar ali realizando aquela função. É claro que alguém que se sente dessa maneira não consegue sentir-se realizado profissionalmente, então, acaba deixando cair sua produtividade, atenção, etc. Afinal, o trabalho está diretamente ligado ao seu propósito, quando não entendemos o propósito pelo qual realizamos tal tarefa, não vemos sentido no trabalho que temos. Sendo assim, acabamos nos sentindo desmotivados como a pessoa que me procurou. Começamos a conversar mais profundamente e lhe perguntei onde gostaria de estar, o que gostaria de estar fazendo, o que lhe motivava e o quanto estaria disposto consigo mesmo de ir à busca do que realmente lhe traria satisfação. Sua resposta foi uma lista com vários impeditivos para mudar, muitos “eu não posso”, “eu não consigo” e “eu não sei”. Claro que são crenças auto limitantes que o impedem de prosseguir, então lhe perguntei, quais razões ele tinha para ficar, a resposta foi: nenhuma, então, disse, se não tem razão para ficar, essa é uma ótima razão para ir. Vamos trabalhar esses “eu não consigo”, “eu não posso” etc., lembrando-se de outras vezes em sua vida que você achou que não conseguiria e deu uma virada… Maravilha! Ele se lembrou de várias!

Prezado leitor, se algo o incomoda se gostaria de mudar a sua realidade de vida, emprego, profissão, enfim, qualquer que seja a área, eu não sei qual é a sua meta, mas se algo precisa ser mudado e você não o faz, eu lhe pergunto que te faz permanecer onde você está agora? Se não existe uma razão para ficar onde está, essa é uma excelente razão para ir em busca do que você quer! Com certeza você deve ter uma lista de outras vezes em que obteve sucesso na realização de suas metas pessoais. Dessa maneira, o que te impede de buscar o que deseja? Como coach, deixo aqui alguns passos para ajudar no seu processo de mudança:

1 – Defina o que você quer, com riqueza de detalhes!

2- Responda para si mesmo o quanto será demandado para atender sua meta, dependendo do que for, quanto de valor será gasto, quanto de horas/dias terá que se dedicar, tudo que puder ser medido em tempo, dinheiro, quantidade etc.

3 – O seu objetivo é alcançável? O que você quer é algo que pode ser alcançado, que só dependerá de você?

4 – Qual o significado que essa mudança tem para sua vida? O quanto isso lhe trará de satisfação? O que sentirá, quando tiver alcançado o que quer?

5 – Em quanto tempo fará? O tempo que tem é suficiente? Que hora, dia e local sua mudança ocorrerá?

A partir daí, a mudança já está ocorrendo, você já se perceberá o quanto vale à pena ir em busca dos seus objetivos.

Eu te desejo muitas mudanças positivas e muito sucesso!


Fonte: Artigos Administradores / Então, o que te faz permanecer?

Os comentários estão fechados.