Esperando uma oportunidade

Esperando uma oportunidade

Em alguns momentos da vida estamos à espera de que algo aconteça. Algo transformador que se encaixe perfeitamente em nosso dia a dia e num passe de mágica tudo se resolva.

Estamos esperando que a pessoa certa apareça, que a oportunidade de negócio ou emprego seja oferecida, que o dinheiro venha, etc.. Enfim que as coisas apenas cheguem em nossas mãos.

Em alguns momentos da vida estamos à espera de que algo aconteça. Algo transformador que se encaixe perfeitamente em nosso dia a dia e num passe de mágica tudo se resolva.

Estamos esperando que a pessoa certa apareça, que a oportunidade de negócio ou emprego seja oferecida, que o dinheiro venha, etc.. Enfim que as coisas apenas cheguem em nossas mãos.

 Nos ocupamos com atividades diárias, com solicitações e situações que surgem no dia a dia, que entendemos ser urgentes e importantes e quando vemos os dias se tornam semanas, as semanas se tornam meses, os meses se tornam anos e continuamos em estado de espera. Na maioria das vezes atendendo a pedidos, fazendo o que é esperado de nós. E sem querer acabamos sendo escolhidos pela vida e não necessariamente fazendo nossas próprias escolhas.

 E quando nos damos conta dessa realidade, estamos frustrados, com nossa saúde comprometida,  achando que a vida não é justa, mas que é assim mesmo. Pois “não era para ser”. Ou seguimos achando que “se tiver que ser, será”.

 Entendo que não temos o controle de tudo que acontece, mas penso que temos o controle sobre nós mesmos e que apenas esperar não é o suficiente. É preciso estar disposto a fazer a sua parte para receber um pedido.

 Acredito que o que acontece é a junção de nossa vontade, nossa ação e em que acreditamos indo de encontro com os recursos do Universo. Quer dizer, com as oportunidades que tem a ver com nossas competências, com as pessoas que se identificam com a gente e com o dinheiro que está buscando um merecedor que o trate bem.

 Podemos dizer que o Universo conspira a nosso favor, mas somente quando nós conspiramos a favor dele também. Buscando formas de contribuir à nossa maneira colocando em prática nossos talentos às pessoas que estão a nossa volta.

 De início,  ter consciência sobre si mesmo, sobre seus sentimentos, pensamentos e ações de forma coerente é um grande passo. Ter essa percepção já é um bom começo. Pode nos dar alívio e abrir nossa mente para novas possibilidades. Podendo até  nos dar uma direção e nos sentirmos capazes de seguir em frente achando que recebemos algo.

 Mas será que estamos prontos e dispostos para receber nossos pedidos?

 Quando digo prontos e dispostos, quero dizer: Estamos com o coração e os olhos abertos para perceber o que recebemos?  E se percebemos, conseguimos manter o que conseguimos?

 Muitas vezes não. Não porque não somos gratos. Mas sim porque podemos estar confusos ou sofrendo por algo ou colocando nossa energia em alguma coisa  que não seja tão importante e de repente deixamos a oportunidade passar. Às vezes até porque não a enxergamos ou não sabemos com agir.

 Por isso é preciso ter coragem de enxergar suas dúvidas, fraquezas, questionar seus valores e reconstruir tudo novamente se necessário a ponto de buscar dentro de você a sua verdadeira identidade. Pelo menos sobre o aspecto que se está sendo trabalhado. Só assim podemos estar preparados e abertos a receber as oportunidades.

 Mas não é um trabalho a ser realizado de um dia para outro. É um processo. Processo que em algum momento podemos querer parar por acharmos que já seja o suficiente. Ou continuarmos um pouco a cada dia, comemorando pequenas vitórias e em numa manhã nos surpreendemos agindo de modo diferente e mais satisfeitos com nós mesmos.

 Seja para descobrir nossa verdadeira identidade e talentos ou aperfeiçoar nossas competências o coaching nos prepara para as adversidades e nos auxilia a encontrar uma nova direção que favoreça nossa atuação para perceber as oportunidades que o Universo nos reserva.


Fonte: Artigos Administradores / Esperando uma oportunidade

Os comentários estão fechados.