“Estou feliz com a escolha que fiz”

“Estou feliz com a escolha que fiz”

Clube das Comadres bateu um papo com Fernada Vasconcellos, a morena de olhos claros, que está atuando em Haja Coração

Longe da TV desde a trama de Sangue Bom (2013), Fernanda Vasconcellos, 31 anos, retornou em Haja Coração, a novela das sete da Rede Globo, como a advogada Bruna. Apesar de muitos não saberem, a atriz fez faculdade de Direito, mas não terminou, por esse motivo, a profissão da personagem não lhe soa tão estranho. Empolgada, ela afirma que Bruna é diferente das mocinhas que já interpretou e espera emplacar mais um sucesso na carreira. Clube das Comadres bateu um papo com a morena de olhos claros!

A sua última aparição na TV foi em Sangue Bom. Estava com saudade das novelas?
“Sim, estava sentindo falta. E isso é ótimo para o ator! Eu sei muito pouco sobre o passado da Bruna. Ela é uma mulher inteligente, com raciocínio rápido, bem-sucedida, tem um grande amor, colocou emprego em risco para batalhar e tirar Giovanni (Jayme Monjardim) da cadeia, que foi acusado injustamente da explosão no Grand Bazzar, local que ela é advogada”.

A personagem vive um triângulo amoroso e disputa Giovanni com Camila (Agatha Moreira)?
“A Bruna tem embates com a Camila porque foi ela a responsável por colocar Giovanni na cadeia. A questão amorosa entra nesse contexto e a Bruna não consegue entender como o Giovanni não enxerga que uma pessoa, como a Camila, destruiu a vida dele. Mas ele se encanta com a possível nova Camila e vive esse conflito por estar dividido entre o amor delas. Vai se rum belo conflito para ser levado durante a novela”.

Haja Coração tem muito humor. Mas isso não acontece tanto nas cenas de Bruna?
“Mas a novela não é uma trama pesada, é leve, porém, no caso da Bruna, trata-se de uma coisa mais séria, o contexto que ela está inserida, de uma mulher que batalha para retirar da cadeia uma pessoa que ficou presa dois anos de forma injustamente”.

É uma personagem diferente das mocinhas que você vem interpretando na TV?
“É um pouco diferente. E acho que limitar a um padrão, de ver a Bruna como mocinha, a gente fecha uma coisa que pode ser muito maior, com várias cores, até porque o personagem não é feito só de uma linha reta. Eu gosto de explorar todas as cores de um trabalho”.

Poucos sabem, mas antes de estrear na TV, você fez faculdade de Direito. Chegou a concluir o curso?
“Não. Eu fiz faculdade Direito e faltou entregar a monografia e as horas do estágio. Lembro um pouco dos termos, dos casos, do distanciamento que os advogados têm da situação para enxergar melhor e defender o cliente. E isso eu trago para a personagem. Mas é o lado profissional porque o amoroso da Bruna é humano, é diferente”.

Você pensou um dia que daria vida a uma advogada?
“Nunca pensei e quando soube, eu fiquei feliz. Mas foi uma questão de coincidência e chega a ser engraçado”.

Se não fosse atriz, você estaria advogando?
“Hoje eu posso dizer que jamais serei uma advogada. Eu não tinha paixão, apenas cursei a faculdade. Eu tranquei o curso para entrar em Malhação (2005), mas já trabalhava desde os 13 anos. Eu tranquei a faculdade para me mudar para o Rio, para morar aqui. E estou feliz com a escolha que fiz”.

 


Fonte: Artigos Administradores / “Estou feliz com a escolha que fiz”

Os comentários estão fechados.