Estudante iraniano confundido com terrorista quer US$ 15 milhões em processo

Estudante iraniano confundido com terrorista quer US$ 15 milhões em processo

Além do dinheiro, também está sendo exigido um pedido oficial de desculpas

Em setembro, você conferiu aqui no Administradores o caso do jovem Ahmed Mohamed, detido por contruir um relógio que fora confundido com uma bomba, dentro de uma escola dos Estados Unidos. Na época, autoridades acusaram a equipe educacional e a polícia local de islamofobia, uma vez que o jovem é muçulmano e natural de uma família iraniana. 

Agora, a história ganha um novo capítulo que promete esquentar os tribunais americanos. O garoto, que atualmente mora no Qatar, está processando o governo dos Estados Unidos e exigindo uma multa de US$ 10 milhões, além de outros US$ 5 milhões por parte da escola.

Segundo o documento do processo, noticiado pelo Dallas News, “a única razão para a reação exagerada foi que os adultos responsáveis envolvidos irracionalmente acharam que Ahmed era perigoso por causa de sua nacionalidade, origem, raça e religião”.

Além do dinheiro, também está sendo exigido um pedido oficial de desculpas, pois — segundo a família do estudande — ele está com “trauma psicológico” por conta do tratamento policial que recebeu no dia do fato.


Fonte: Notícias Administradores / Estudante iraniano confundido com terrorista quer US$ 15 milhões em processo

Os comentários estão fechados.