Estudo traça perfil dos internautas favoráveis e contrários às ciclovias no Brasil

Estudo traça perfil dos internautas favoráveis e contrários às ciclovias no Brasil

Levantamento foi feito junto a usuários do Twitter que se posicionaram contra ou a favor das faixas exclusivas para ciclistas

Para conhecer os hábitos e traçar o perfil dos internautas que são a favor ou contra as ciclovias, a E.life, empresa de análise e monitoramento de redes sociais, realizou um estudo utilizando a metodologia de monitoramento de redes sociais centrada no consumidor, entre janeiro de 2014 e julho de 2015 junto a usuários do Twitter e concluiu que os favoráveis são, em sua maioria, homens (74%), paulistas (22%), que trabalham na área de comunicação e se declaram esquerdistas. Já a maioria dos internautas que são contra as ciclovias é formada por homens (70%), paulistas (26%), casados, jornalistas e se declaram contrários ao PT. Analisando outras cidades, nota-se que 3% dos cariocas e 2,5% dos goianos são a favor e que 4% dos cariocas e 2,5% dos mineiros são contra as ciclovias.

“A implementação de quilômetros de faixas exclusivas para ciclistas em algumas cidades brasileiras tem levantado intenso debate nas redes sociais e dividido opiniões. Por isso, decidimos traçar o perfil dos internautas que utilizam o Twitter para comentar o assunto analisando o que estes dois grupos compartilham em suas timelines”, declara Alessandro Lima, CEO da E.life. Para realizar o estudo, foram selecionados 539 usuários que mencionam ser a favor e 539 que são contra. Em seguida, foram coletados 215 mil tweets das timelines dos dois grupos no período. “A partir da análise do que foi mencionado na timeline a E.life conseguiu compreender as pequenas diferenças entre cada perfil”, completa o CEO.

Por parte dos usuários que não compactuam com as faixas para bicicleta o levantamento aponta que as hashtags de maior destaque foram contra a presidente Dilma, (#dilmabandida, #forapt, #vemprarua16ago, #foradilma e #dilmavaicairja). Na base de quem é a favor, destaque para promoções de operadoras de celular (#operacaobetalab e #timbeta). Já os perfis mais mencionados ou retuítados pelos internautas a favor das ciclovias foram @youtube, @paulogarciapt (prefeito de Goiânia), @brasil247, @estadao e @folha. Os internautas que são contra mencionaram mais os perfis @marisascruz, @veja, @gnatalini (vereador de São Paulo), @senadorcaiado e @blogdopim (colunista da Veja).

O estudo levantou também os dispositivos mais utilizados para acessar o Twitter e comentar sobre as ciclovias. Dos contrários, 56% têm aparelhos com sistema operacional Android, 29% iPhone e 9% iPad. Dos favoráveis, 37% utilizam Android, 22% iPhone e 7% Windows Phone. “Analisando apenas o perfil de usuários de iPhones, notamos que a maioria é contra as vias exclusivas para ciclistas”, afirma Lima.

A metodologia usada, o Consumer-centered monitoring, faz uso de técnicas para conhecer e entender os hábitos e comportamentos dos internautas e olhar o cotidiano do internauta, entendendo seu perfil de consumo a partir de 4Ps de insights: preferências (preferences), lugares (places), descrição pessoal (people) e do que gostam (play). Para o estudo a E.life usou a plataforma Buzzmonitor.


Fonte: Estudo traça perfil dos internautas favoráveis e contrários às ciclovias no Brasil Estudo traça perfil dos internautas favoráveis e contrários às ciclovias no Brasil

Os comentários estão fechados.