Eu já sabia!

Eu já sabia!

Você já disse isso?

Tem muitas coisas que deveríamos aprender nas nossas vidas e acabamos deixando passar.

Agora, quando se trata de ditos populares, sentenças cômicas ou mesmo uma tirada de sarro da cara dos outros, aprendemos com uma facilidade incrível.

A expressão que usamos para tocar no assunto de hoje reflete muito isso e traz para o ambiente de trabalho algumas situações bem constrangedoras.

Depois de lançarem essa forma de falar, que começou com seu modismo no mundo esportivo e migrou para diversos setores de nossa sociedade, muitos se apropriaram dela para tratar alguns momentos profissionais de forma pejorativa.

E isso acontece tanto em relação ao problema em si , como principalmente em relação aos envolvidos.

Acredito que fique fácil para você neste momento se lembrar de ter visto isso acontecer ou mesmo ter praticado esta atitude no seu ambiente de trabalho, me atrevo a mencionar que tenha utilizado de forma negativa como falei anteriormente.

Sendo prático, já presenciei e também já me contaram que é muito comum num ambiente de trabalho, uma pessoa que por alguma dificuldade ainda não trabalhada, acaba cometendo os mesmos erros perante problemas similares.

Depois de algum tempo e contando com a implicância e a falta de vontade dos outros em ajudar, adota-se a mentalidade de ridicularizar a pessoa que tem esta dificuldade.

Também existe o sujeito que costuma perder o equilíbrio emocional mediante a pressão do dia a dia. Para piorar, os que trabalham junto comentam o ocorrido escondendo de quem praticou o ato errado com o efeito de inferiorizar esta pessoa.

E quando tudo isso ocorre, QUAL É O PAPEL DO LÍDER?

Infelizmente, muitos acabam entrando na mesma sintonia das demais pessoas e abraçam a maneira como tratam aquele que cometeu a falha, afinal de contas, este momento pode até ser um desabafo do líder em relação a uma situação que provavelmente ele também não está suportando mais.

Que erro enorme este…

Como você acredita que será o pensamento dos que pertencem à equipe em relação a este comportamento?

Qual o nível de admiração que o líder está construindo com este tipo de posicionamento?

Posso garantir que nesta situação o líder está construindo uma tremenda barreira para conquistar seus desejos de ter uma equipe com resultados.

Nesta hora, os líderes de plantão já podem estar querendo se defender mencionando que não é nada fácil ter que arcar com todas as responsabilidades do seu cargo e ainda conseguir ter vontade de ensinar alguém, principalmente em relação aos assuntos que esta pessoa tem mais dificuldade.

E vocês líderes estão certos de pensar assim, afinal de contas, no seu passado recente, provavelmente este também foi o comportamento do seu líder que se ausentou em algum momento que você necessitou.

Digo que realmente é um desafio ter que ensinar pessoas que tem dificuldade, como também garanto que caso você consiga romper esta barreira, essas pessoas serão as mais gratas a você. Ajudarão você em qualquer situação e não medirão esforços para retribuir este seu ato.

Isso não é um exagero. Já vivenciei isso várias vezes e tive a oportunidade de exercer isso algumas vezes. Como também confesso que revisando minhas equipes, sou capaz de perceber nos dias de hoje, quantas e quantas pessoas eu poderia ter ajudado muito mais e não o fiz, as vezes por falta de vontade, as vezes por falta de enxergar o problema e por muitas vezes por acreditar que não tinha tempo sobrando para isso.

Fico pasmo como conseguimos nos enganar e arranjar desculpas ao longo de nossas carreiras para deixar de fazer aquilo que devemos fazer. Hoje quando verifico todas as pessoas que tive a oportunidade de perceber que precisavam de mim e que eu ajudei, penso como é fácil falar com elas e prontamente elas estarem prontas para me ajudarem e também para se dedicarem a qualquer empreitada que as convide a participar.

Meus queridos lideres, pensem bem no que estão plantando para o futuro.

Vocês vão colher!

Se cabe uma dica, aqui vai … Verifique ao seu redor, na sua equipe, na sua empresa, quais são as pessoas que estão precisando de ajuda numa coisa que recorrentemente elas erram ou tem dificuldade de executar, sendo que você sabe fazer esta atividade com facilidade.

Ensine a elas. Passe seus conhecimentos. Faça com que elas superem esta barreira.

Tenha em mente que você conseguirá com este pequeno gesto, um aliado precioso e comprometido com a sua pessoa.

Acredito que vale muito a pena tentar.

Abraço


Fonte: Artigos Administradores / Eu já sabia!

Os comentários estão fechados.