Fluxo de caixa e sua gestão do futuro

Fluxo de caixa e sua gestão do futuro

O fluxo de caixa é o melhor e mais eficiente instrumento de gestão financeira da empresa. Sabendo utilizar, o administrador garantirá a sobrevivência da empresa e o cumprimento dos seus objetivos e retorno esperado.

O fluxo de caixa é o principal controle financeiro da empresa. É ele que tem que ditar as normas do jogo, direcionar a empresa para toda e qualquer ação que seu administrador pensa em ter.

Vamos contratar um novo funcionário? Não sei, vamos olhar no fluxo de caixa.

Vamos comprar mais produtos? Não sei, vamos olhar no fluxo de caixa.

Vamos investir em mais equipamentos? Não sei, vamos olhar no fluxo de caixa.

É esta a lógica que a empresa deverá ter. Todas as ações antes de serem executadas deve-se primeiro verificar o fluxo de caixa da empresa. Esse fluxo de caixa deve conter projeções de 3, 6, 9 e até 12 meses do caixa da empresa.

Objeto de estudo

O objeto de estudo e  trabalho do fluxo de caixa é o dinheiro. Quando digo dinheiro não me refiro apenas ao dinheiro físico que está no cofre não, e sim a todas as disponibilidades, ou seja, tudo que é de liquidez imediata como por exemplo, os  valores disponíveis nas contas bancárias da empresa.

Qual a importância do fluxo de caixa na vida da empresa?

Bom , eu considero o principal fator da sobrevivência da empresa e  a mais eficiente ferramenta de gestão que o administrador ou controller pode utilizar.

Você com certeza  não precisará de sistemas caríssimos ou então de “supereconomistas” ou contadores “masters”  para realizar isso.  Uma planilha de excel, paciência e senso crítico  já são suficientes. 

Em toda a minha vida profissional, por todas as empresas que passei na área financeira sempre observava  que os gestores tinham o mesmo problema: o fluxo de caixa.

Alguns gestores sabiam, outros fingiam saber e a maioria ignorava este controle.  

Há também aqueles gestores que faziam da forma errada trabalhando apenas com dados passados. Ou seja, sempre gastavam seu tempo montando o fluxo de caixa dos meses anteriores. Por exemplo, se estamos em maio de 2016, eles ainda estão fechando o fluxo de caixa de fevereiro de 2016.

Não podemos esquecer que o objetivo principal do fluxo de caixa é trabalhar com projeções.  Meu Deus, pra que vou trabalhar com dados passados se o que me importa é evitar que a empresa fique insolvente? O Fluxo de caixa trabalha com informações futuras. O que me importa não é o que aconteceu e sim o que tende a acontecer.  O que aconteceu faz parte do DRE, do Balanço, do balancete e outros demonstrativos financeiros e contábeis. O fluxo de caixa trabalha com o futuro.  

O escopo é: me antecipar ao futuro para tomar decisões preventivas e impedir que a empresa fique insolvente. Ou seja, fazer com que ela cumpra todas as suas obrigações com seus credores. E qual o objetivo disso tudo? Fazer com que ela sobreviva e que dê o resultado esperado aos seus acionistas.

 


Fonte: Artigos Administradores / Fluxo de caixa e sua gestão do futuro

Os comentários estão fechados.