Gestão de estoque: máximo e mínimo

Gestão de estoque: máximo e mínimo

Gerenciamento de estoque utilizando-se de máximo e mínimo

Todos sabemos que estoque é caro e muitas vezes necessário ou não, mas existem os setores do comércio que necessitam dele, como os setores alimentício ou de combustíveis que servem como exemplos claros da necessidade de estoque.

Contudo, com a atual situação do país, se faz ainda mais necessário controlar esses estoques a fim de otimizar os investimentos e controlar de forma eficaz os estoques.

Uma ferramenta pouco utilizada pelos comerciantes, mas disponível nos sistemas de gerenciamento, sejam eles modernos como SAP, ERP ou mais simples, o controle de estoque máximo e mínimo colabora de forma eficiente e barata com esse controle.

Para se definir o volume de cada um deles é o que vai fazer com que seja eficaz ou não tal ferramenta e, para isso, devem ser tomadas algumas decisões em conjunto com a equipe para definir os números para cada produto.

Informações como demanda de acordo com a sazonalidade, data de vencimento do produto, histórico de vendas e espaço para armazenamento devem ser considerados para a tomada de decisão.

Se um produto tem histórico de vendas de 100 unidades/dia, as compras podem ser realizadas diariamente sem prejuízo com frete, qual a necessidade de se comprar 1000 unidades? Mesmo que o valor seja menor para compras grandes deve-se lembrar que estocar é caro, que o mercado está instável, que com essa instabilidade os preços tendem a cair porque a oferta ainda é grande e a procura tende a cair já que as pessoas estão comprando apenas o necessário, enfim, não vale apena arriscar, neste momento, em estoques grandes.

Outro fator que pode influenciar em um melhor controle dos produtos a serem oferecidos seria ampliar o showroom a diminuir o espaço para estoque, podendo ofertar mais variedade em menor quantidade, a fim de atender ao maior número possível de clientes, alavancando as vendas e ampliando o portfólio de produtos.

Administrar o estoque com estoque máximo e mínimo é na verdade conhecer o negócio e, para isso, uma comissão composta por diretoria, gerentes e parte do operacional para discutir quais produtos devem ter maior ou menor disponibilidade, levando em conta todos os fatores já citados aqui, para que não se perca mercado por falta de produto, e não se perca recurso por conta de má administração ou excesso de mercadoria.


Fonte: Artigos Administradores / Gestão de estoque: máximo e mínimo

Os comentários estão fechados.