Homens buscam posições poderosas de emprego mais do que mulheres, aponta pesquisa

Homens buscam posições poderosas de emprego mais do que mulheres, aponta pesquisa

O estudo, conduzido por pesquisadoras de Harvard, chegou a ser vaiado quando apresentado em conferências

Um nova e polêmica pesquisa da Harvard Business Review revelou uma grande diferença nas ambições profissionais de mulheres e homens. Após entrevistar mais de 4 mil pessoas, o time da prestigiada universidade chegou às seguintes conclusões:

– Em comparação aos homens, mulheres possuem mais objetivos, mas menos deles são focados em poder
– Mulheres percebem superiodade profissional como menos desejável do que homens
– Mulheres esperam mais reações e consequências negativas ao atingir um cargo de poder
– Homens aceitariam mais abraçar uma oportunidade arriscada de avanço profissional
– Apesar de homens e mulheres se acharam igualmente capazes de alcançar posições de liderança, homens querem mais poder do que as mulheres querem

O estudo, conduzido por três pesquisadoras da Harvard, Francesca Gino, professora no curso de Administração de Empresas, Caroline Wilmuth, especialista em Comportamento Organizacional pela universidade, e Alison Wood Brooks, professora assistente também em Administração, chegou a ser vaiado durante uma conferência, disse Gino. “As pessoas ficaram chateadas por acharem que o estudo sugeria que mulheres não deveriam ser ofertadas com cargos poderosos”, disse ela. “E eu quero deixar claro que não é isso que estamos dizendo”, explica a professora.

Para ela, o que o estudo mostra apenas que mulheres enxergam poder de maneira diferente e possuem preferências diferentes quando se trata de avanço profissional. Por exemplo, ao se imaginar recebendo uma promoção, as mulheres previam reações negativas bem mais do que homens. Porém, ao contrário dos homens, a lista de objetivos das mulheres é bem maior. “No ponto em que vivemos na cultura ocidental, as mulheres querem cada vez mais. É empoderador ter uma lista longa de objetivos, e perseguir todos eles. Nós esperamos que nossas descobertas encoragem homens e mulheres a pensarem mais em seus objetivos e preferência, e respeitem um ao outro”, afirmou Alison Brooks.

No próximo estágio da pesquisa, o time planeja descobrir em que ponto da vida mulheres e homens começam a desenvolver diferentes visões sobre o mercado de empregos, ou, até mesmo, quando crianças começam a se diferenciar nesse quesito.


Fonte: Notícias Administradores / Homens buscam posições poderosas de emprego mais do que mulheres, aponta pesquisa

Os comentários estão fechados.